Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal luta para melhorar

23 de Fevereiro, 2015

Rafael Nadal esperava revalidar o título no Rio de Janeiro mas acabou por ser surpreendido diante do italiano Fabio Fognin

Fotografia: AFP

O tenista espanhol Rafael Nadal, eliminado pelo italiano Fabio Fognini nas meias-finais do Open Rio, assinalou que ainda falta “melhorar”, apesar de estar no caminho certo da recuperação. Nadal chegou ao Brasil, como primeiro cabeça-de-série do torneio, com o objectivo de revalidar o título que conseguiu no ano passado, na sua primeira edição.O espanhol acusou a “falta de continuidade” como o principal motivo do resultado da partida com Fognini, que tinha começado a ganhar de maneira incontestável, e que acabou por perder (1-6, 6-2 e 7-5), já que tem “momentos bons combinados com momentos maus”.

O tenista disse estar a cansar-se “antes do habitual” e confessou ter sofrido câimbras por todo o corpo, que lhe pareceu “estranho”, dado que nunca sofreu disso ao longo da carreira.“Não me encontrei muito bem fisicamente, a partir do segundo set”, disse o espanhol, que no entanto não quis culpar-se do seu estado físico e afirmou: “Perdi o outro foi melhor, felicito-o”.

Nadal também não quis culpar-se  pela derrota na partida de sexta-feira contra o uruguaio Pablo Cuevas, que acabou no começo da madrugada e declarou que não era “o momento de falar disso e menos ainda, quando se perde”.Quanto à possível queda no ranking da ATP depois desta derrota no Brasil, o tenista espanhol não se mostrou excessivamente preocupado.


“Cairei para quarto (lugar) e descerei bastante mais nos meses seguintes: é uma coisa normal com o ranking de um ano quando alguém se lesiona”, analisou o até agora número três do mundo.Perguntado sobre as hipóteses de voltar ao Rio, no próximo ano, Nadal expressou o  desejo de voltar “sobretudo para as Olimpíadas” uma vez que ainda “é cedo para decidir o calendário do ano que vem”.“Gosto de jogar no Brasil, gosto de jogar na América do Sul”, sentenciou o espanhol, que defende há algum tempo a criação de um ATP 1000 na América Latina.

BREVE
Simona Halep campeã no Dubai

Simona Halep, número quatro do ranking mundial, conquistou o Dubai Duty Free Tennis Championships, evento de categoria WTA Premier 5. É o segundo título da época para a romena, que abriu o ano a ganhar em Shenzhen, na China. Na final do fortíssimo torneio dos Emirados Árabes Unidos, a romena de 23 anos, superou a checa Karolina Pliskova, número 18 do ranking WTA, por 6-4 e 7-6(4), num encontro que se prolongou por 1 hora e 47 minutos. Com este título, Halep vai regressar ao terceiro posto do ranking mundial, por troca com a checa Petra Kvitova.