Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal na série mais difícil

21 de Junho, 2013

Principal candidato à vitória está incluído num grupo difícil do qual também faz parte Djokovic

Fotografia: AFP

A organização do Grand Slam de Wimbledon divulgou os cabeças-de-série do torneio de ténis britânico. E não houve grandes surpresas, visto que o ranking foi praticamente seguido e Rafael Nadal será o cabeça-de-série número cinco.

O espanhol vai integrar o grupo de Andy Murray, ou Novak Djokovic. O actual campeão do torneio de Roland Garros ainda pode ter o terceiro colocado da ATP e actual campeão em Wimbledon, Roger Federer, pela frente numa semi-final.

As grandes mudanças operadas pela organização foram a de Jo-Wilfred Tsonga como sexto cabeça-de-série (ele é sétimo do ranking), no lugar de Tomas Berdych (sexto do ranking), e Stanislas Wawrinka na 11ª posição, sendo que ele é o 10º colocado na lista da ATP. O croata Marin Cilic será o cabeça-de-série número dez.

No sector feminino, não haverá novidades. Serena Williams, actual campeã, é a principal favorita e Maria Sharapova é a cabeça-de- série do grupo três, de acordo com sua posição no ranking. O desfalque entre as mulheres será Venus Williams, que abandonou a disputa com dores nas costas.
O torneio de Wimbledon, disputado na relva, começa no dia 24 de Junho.

BELLUCI DESISTE

O brasileiro Thomaz Bellucci desistiu do torneio de Wimbledon, terceira prova do Grand Slam da temporada. Fora do circuito desde o fim de Abril devido a uma lesão abdominal contraída no torneio de Barcelona, o brasileiro tem-se dedicado à fisioterapia e treinos físicos e técnico. A ideia do número um do Brasil era regressar no torneio britânico. Porém, na semana passada, durante um treino de quadra, sentiu uma dor no abdómen e, por recomendação médica, está impedido de treinar.

“Tinha muita esperança de voltar a jogar na próxima semana. Nos últimos dois meses tenho-me dedicado integralmente à minha recuperação, mais de sete horas diárias entre físico e técnico, para estar a 100 por cento e voltar a fazer o que mais gosto que é jogar”, enfatizou.