Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal vence ATP de Barcelona

01 de Maio, 2017

Confortável na partida Nadal dominou completamente o adversário e com quebras de serviço no quarto e sexto games rumou para a vitória

Fotografia: Josep LAGO / AFP

Rafael Nadal continua a fazer história no ténis mundial. Ontem, o espanhol, quinto do ranking mundial, conquistou pela décima vez na carreira o título do ATP 500 de Barcelona, único jogador da Era Aberta do ténis mundial a chegar a dez troféus em torneios distintos, já que facturou o decacampeonato em Monte Carlo na última semana.

Na final de ontem, Nadal venceu o austríaco Dominic Thiem (9º da ATP) por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/1, em uma hora e meia de jogo. Este é o segundo título do Touro Miúra do ano, os dois em terra batida, e o espanhol ainda disputa mais três torneios no saibro já a seguir: os Masters 1000 de Madrid e de Roma, além do Roland Garros, no qual também procura o décimo título.

O jogo começou equilibrado, com os dois tenistas a darem poucas hipóteses um ao outro, além de se mostrarem firmes no campo, protagonizando belos pontos. A decisão da parcial ocorreu no décimo jogo, quando Thiem não conseguiu manter o seu serviço e cedeu o “brake” a Rafa, que ficou à frente.

A perda do primeiro set desestabilizou Thiem, que não voltou com a mesma intensidade ao jogo, pecando em questões psicológicas. Confortável na partida, Nadal dominou completamente o adversário e, com quebras de serviço no quarto e sexto jogos, rumou para a vitória.

Este foi o décimo título do Touro Miúra em Barcelona, o 71º da carreira, sendo 51 deles em terra batida, fundamentando ainda mais o apelido de Rei do Saibro. Além disso, Rafa foi campeão sem perder sets e, juntamente com a invencibilidade de Monte Carlo, soma dez jogos sem perder.

Enquanto isso, no ATP 250 de Budapeste, disputado na Turquia, o campeão foi o francês Lucas Pouille (14º), que não teve maiores dificuldades para garantir o título.

Na final, Pouille superou o britânico Aljaz Bedene (68º) por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/1, em uma hora e quatro minutos de jogo. Este foi o primeiro título do francês em 2017.

Finalmente, no Premier de Estugarda, disputado na Alemanha, a campeã foi Laura Siegemund (49ª), tenista da casa, bateu a francesa Kristina Mladenovic (19ª) por 2 sets a 1, com parciais de 6/1, 2/6 e 7/6 (7-5). O torneio foi marcado pelo regresso de Maria Sharapova ao circuito, após a russa ficar afastada durante 15 meses por ter sido provado o teste de doping. A ex-número 1 do mundo foi eliminada na meia-final por Mladenovic.

EVERESTE
Alpinista suíço morre de acidente


O suíço Ueli Steck, de 40 anos, morreu num acidente de alpinismo, ontem,  perto do Monte Evereste, no Nepal, informaram os organizadores da expedição. O alpinista morreu no campo 1 do Monte Nuptse. O corpo foi recuperado do local e levado para Lukla, onde se encontra o único aeroporto da região do Monte Evereste. Segundo os organizadores da expedição, não está ainda esclarecido como Ueli Steck morreu, mas sabe-se que planeava escalar 8.850 metros (29.035 pés) do Monte Evereste, seguindo-se no próximo mês o Monte Lhotse.

O alpinista suíço torna-se a primeira vítima mortal da temporada da primavera no Nepal, que começou em Março e termina em Maio. Em 2013, Ueli Steck alcançou a primeira escalada individual do lado sul do Anapurna, no Nepal, depois de ter quase perdido a vida numa queda na mesa zona, em 2007.

TÉNIS DE MESA
“Cara” acolhe torneio


O torneio 1º de Maio disputa-se hoje, a partir das 9 horas, no Centro de Alto Rendimento de Angola (CARA), sita no Complexo da Cidadela Desportiva, com a participação de 100 mesatenistas, em ambos os sexos.
A Federação Angolana de Ténis de Mesa presta um tributo a União dos Trabalhadores Angolanos (Unta), com a realização de um mega festival, em alusão ao Dia Mundial dos Trabalhadores, que se assinala hoje.

A actividade desportiva começa às 9 horas, com a entrada em competição dos atletas cadetes. O sistema de disputa em individual e dupla (pares). Os atletas vão estar distribuídos em grupo e o vencedor é encontrado no processo de eliminatória directa.
Os juniores entram em competição uma hora depois. A prova feminina  vai ser encabeçada por Kaylene de Sousa, Carla Ferreira e Eugénia Simões.
Álvaro Alexandre