Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal vence em Barcelona

25 de Abril, 2013

Depois da derrota em Monte Carlo Rafael Nadal espera o melhor no ATP 500 de Barcelona

Fotografia: AFP

O espanhol Rafael Nadal iniciou ontem a sua caminhada rumo ao oitavo título do ATP 500 de Barcelona, com uma vitória sobre o argentino Carlos Berlocq, por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 6-2.

O número cinco do mundo precisou de uma hora e 28 minutos para espantar qualquer zebra que pudesse voltar a pairar na quadra catalã. Afinal, o seu compatriota David Ferrer foi o primeiro cabeça de chave eliminado na competição, mais cedo, ao perder para o russo Dmitry Tursunov.

Nadal encontrou dificuldades na partida apenas no primeiro set, quando viu o adversário reagir depois de estar a perder por 3-0 e, por pouco, não igualar o placar da parcial em 5-5. No fim, o espanhol mostrou concentração para fechar em 6-4. No segundo set, a tranquilidade foi bem maior para o 'rei do saibro'. Apenas para fechar o jogo, o 63º do ranking mundial tentou resistir, mas a força do espanhol foi maior do que ele poderia aguentar. Nadal precisou de seis match points, mas garantiu a vitória.

Na próxima rodada, as oitavas de final, o número 5 do mundo enfrenta o vencedor do duelo entre o francês Benoit Paire, cabeça de chave número 13 da competição, e o espanhol Pablo Andújar. Com o resultado, o Rei do Saibro avançou às oitavas de final da competição, devendo defrontar o vencedor do duelo entre o francês Benoit Paire, 33º do ranking, e o espanhol Pablo Andujar, 93º.

No último domingo, Nadal foi vice-campeão do Masters 1.000 de Monte Carlo após cair para Novak Djokovic na final. O espanhol é o actual campeão do ATP de Barcelona. Em 2012 derrotou na final o compatriota David Ferrer, que também ontem foi eliminado do torneio.


Torneio de Wimbledon
tem os melhores prémios


Depois de Roland Garros foi agora a vez de Wimbledon subir o valor dos prémios. O torneio, um dos quatro Grand Slam, aumentou em 40 por cento os prémios monetários que no total passam a se a partir deste ano de cerca de 34 milhões de dólares. Além deste aumento significativo, a organização londrina aproveitou para anunciar a instalação em 2019 de um segundo tecto amovível para o corte n.º 1.

O Wimbledon passa a ser o torneio do Grand Slam com mais prémios monetários, à frente do US Open, 32 milhões de dólares, Open da Austrália, 31 milhões dólares, e Roland Garros, 28 milhões.

Esta valorização incide mais sobre os encontros das três primeiras rondas, cujos prémios tem um aumento de 60 por cento, e satisfaz uma reivindicação dos jogadores.  Os campeões de singulares masculinos e femininos recebem um cheque de cerca de 2,4 milhões de dólares, contra os 1,7 milhões que recebiam no ano passado.


Russa Svetlana Kuznetsova
confirma Open de Portugal


A tenista russa Svetlana Kuznetsova, vencedora de Roland Garros de 2009 e do US Open de 2004, participa na 24ª edição do Portugal Open, revelou o director do torneio, João Lagos à agência Lusa. A 42ª tenista mundial, que em Setembro de 2007 foi número dois do ranking WTA, recebeu um “wild-card” da organização para participar no Portugal Open, anteriormente designado Estoril Open, que começa depois de amanhã e termina em 5 de Maio.

Kuznetsova tem 13 títulos em singulares, incluindo os dois Grand Slam, e foi finalista em 2009, no Open dos Estados Unidos, e em 2006, no Roland Garros. A tenista russa tem também 15 títulos em pares, um deles em 2012 no Open da Austrália ao lado de Vera Zvonareva.