Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Naftali Goma combate final

Silva Cacuti - 13 de Dezembro, 2016

O torneio de boxe é das poucas provas destes jogos que junta atletas de todos os países inscritos.

Fotografia: M.Machangongo

Berço de grandes nomes do boxe angolano, como Gregório Capitão, Simão Muanda, Sassa, Lukumbi e outros, a província de Cabinda volta a colocar na alta roda do boxe internacional um novo nome. Naftali Goma, 19 anos, atleta do Cabinda Sport Clube apurou-se com distinção para a final do torneio de boxe na categoria dos 64 kg, ao vencer por pontos, 2-1, o seu oponente Phiri Hannock, do Malawi, no combate das meias-finais do torneio dos Jogos da Juventude da zona V que decorre na Cidadela Desportiva.

Com poucos angolanos para apoiar, a sala reclama a presença de público, Naftali subiu ao ring sob apupos da claque malawi, mas temporizou no primeiro assalto, vencido pelo se oponente. No segundo assalto, o angolano ganhou confiança, ofereceu a iniciativa de ataque ao seu algoz e batia sempre no contra-ataque, com golpes para pontuar.

No final do segundo assalto, Naftali que tinha na equipa técnica o seu pai, ergueu o punho a reclamar a vitória. Estava certo. Para dizimar as dúvidas, o jovem pugilista partiu para o terceiro round com um jogo astuto a explorar da melhor forma o cansaço do adversário. Batia e fechava-se no resguardo. Aproveitava todas as aberturas de Hannock no seu desespero para equilibrar o combate.

Os colegas de equipa tinham acordado e realçavam com um "weeeee" cada golpe certeiro da nova estrela angolana. Toda a assistência está em pé a homenagear aos golpes certeiros de Goma. A arbitragem nada podia fazer que não fosse atribuir a vitória ao angolano. No combate dos quartos-de-final, Naftali ultrapassou por "RSC", incapacidade do adversário, um atleta swasi, Xaba Luyanda. A final disputa -se amanhã.

Além de Naftali Goma, Angola tem também Jonatão Kakutalua, do Jeffosport, na final dos 69kg. Ainda ontem, Faustino Panzo garantiu a medalha de bronze ao perder na meia-final para Everisto Mulenga, da Zâmbia por 3-0. A pontuação retrata bem a realidade do ringue. Panzo foi dominado do princípio ao fim. Parecia não ter recuperado fisicamente do combate da jornada anterior em que bateu o lesothense Sehlako Sehlako.

Noutro combate que envolveu atleta angolano, para os 75kg, João Pedro perdeu para um zimbabweano, numa decisão da arbitragem muito contestada. Ainda assim, garantiu a medalha de bronze na prova. Hoje, a competição regista dia de folga geral. O torneio de boxe é das poucas provas destes jogos que junta atletas de todos os países inscritos.
SILVA CACUTI