Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nando Jordão destaca dirigentes

05 de Novembro, 2015

Jordão frisou que a presença dos agentes de futebol é benéfica para a Federação

Fotografia: Kindala Manuel

O presidente do Conselho Técnico Desportivo, da Federação Angolana de Futebol (FAF), Fernando da Trindade  Jordão, “Nando Jordão”, destacou a presença massiva de dirigentes nacionais no seminário sobre o Licenciamento de Clubes, numa promoção da Confederação Africana da modalidade (CAF).

Em declarações ontem à Angop, no final dos trabalhos decorridos na Galeria dos Desportos, em Luanda,  que teve a duração de dois dias, o responsável disse ter ficado surpreendido com a resposta positiva, dada pelos dirigentes de distintas agremiações desportivas, nesta acção formativa que vem introduzir outras metodologias na organização administrativa.

De acordo com Nando Jordão, a presença de todos os agentes de futebol é benéfica para a Federação, já que vai dar um salto importante na vida da modalidade no país. “Foi boa a mensagem transmitida pelos instrutores, nesta acção formativa, que abordou mais a organização e participação nas competições africanas, como a liga dos clubes e da Taça da confederação na obtenção de licença de participação.

A Confederação Africana, deu como prazo até dia 15 deste mês, para que a Federação Angolana de Futebol (FAF) indicasse os nomes das equipas que vão às competições, caso consigam reunir a documentação exigida pelo regulamento.

“Houve proposta, para que a questão de licenciamento fosse transferida para 2017, face às dificuldades que alguns clubes podem encontrar, mas há promessa de uma delegação da CAF voltar em Dezembro para abordar a situação, já que as Afrotaças acontecem em 2016” , indicou. A acção de formação foi dirigida pelo zambiano George Kassengele, especialista da CAF, a par do seu compatriota, Honour Tanza, e do sul-africano, Russell Paul. 

Temas como infra-estruturas desportivas, formação de atletas jovens e organização administrativa foram abordados durante os dois dias de trabalhos, que contaram com as presenças de dirigentes desportivos de clubes da primeira e segunda divisões.

O licenciamento de clubes foi criado em 1997, com o objectivo das agremiações desportivas pautarem pela transparência, assim como declararem a sua capacidade financeira no sentido de darem maior confiança aos patrocinadores.

REGIONAL
Treinadores aperfeiçoam técnicas


Sessenta e seis treinadores de futebol das províncias do Huambo, Luanda, Cuanza Sul, Cuando Cubango, Bié e Huíla iniciaram, terça-feira, no Huambo, um curso básico de aperfeiçoamento dos conhecimentos práticos e teóricos sobre as formas de treino, promovido pela associação local da modalidade.

Com término no próximo dia 16, os participantes estão a ser capacitados em matérias práticas e teóricas ligadas ao treino de futebol, nutrição dos atletas, leis do jogo, dirigismo desportivo e formação de guarda-redes.

O presidente da associação de futebol na província do Huambo, António Rosário Machado de Lemos, disse que o curso básico de treinadores de futebol visa aumentar o desempenho das actividades desportivas desta franja futebolística, tendo em atenção a massificação da modalidade e, ao mesmo tempo, a descoberta de novos valores na vertente do treino.

O dirigente referiu que, além de aumentar os conhecimentos pessoais, vai também aprimorar o desenvolvimento das competências para a gestão de trabalhos, habilidades e atitudes, para a ampliação das capacidades individuais e de equipa, visto que os treinadores enfrentam diversas situações no campo desportivo, entre rotineiras e inéditas.

Por isso, de acordo com António de Lemos, urge toda uma necessidade de se reactivar a formação de treinadores de futebol, no sentido de elevar a prática da modalidade, partindo das camadas de formação.

António Lemos disse ainda ser importante que os agentes desportivos se reúnam, cuidadosamente, assumindo um único objectivo voltado ao diálogo, respeito à hierarquia e aos interesses da maioria, uma vez que o futebol sempre foi um factor de unidade, reconciliação, desenvolvimento, promoção da saúde, moral e desenvolvimento colectivo.

ATITUDE
Director do Minjud
apela ao "fair play"

O director da Juventude e Desportos na província do Huambo, Carlos Alberto Pires Graça, defendeu a necessidade dos treinadores nacionais de futebol estarem suficientemente preparados, sobretudo em termos de cultura de "fair-play". Tal preparação, segundo o responsável, é determinante na promoção da unidade e do diálogo social com os atletas, agentes e adeptos da modalidade.

Carlos Alberto Pires Graça, que discursava na abertura do 1º curso de treinadores de futebol, disse ser fundamental que os técnicos, enquanto elementos indispensáveis para a evolução dos clubes e das equipas, estejam comprometidos com a ética e a moral, promovendo uma cultura de paz e de unidade dentro e fora do campo.

O responsável considera fundamental que os treinadores de futebol estejam ainda preparados de forma mental, moral e fisicamente.
Sublinhou que a acção formativa que hoje inicia, organizada pela associação local de futebol, reveste-se de grande importância, na medida em que os treinadores têm ainda a missão de catapultarem os seus atletas neste universo específico.
Estão a frequentar o curso, que encerra no próximo dia 16, treinadores das províncias de Luanda, Bié, Cuanza Sul, Cuando Cubango e Huíla.

Equipas Angolanas
CAF inspecciona


A informação foi prestada terça-feira, em Luanda, pelo zambiano George Kassengele, especialista da CAF, que a par do seu compatriota, Honour Tanza, e do sul-africano, Russell Paul, vão transmitir durante o seminário sobre o licenciamento de clubes conhecimentos a dirigentes angolanos sobre a organização de processo até à obtenção de licença.

O licenciamento de clubes foi criado em 1997 com o objectivo das agremiações desportivas pautarem pela transparência, assim como declararem a sua capacidade financeira no sentido de darem maior confiança aos patrocinadores. Temas como infra-estruturas desportivas, formação de atletas jovens e organização administrativa estão no centro dos trabalhos que decorrem até hoje (quarta-feira), na Galeria dos Desportos, em Luanda.

Informou também que a Federação Angolana de Futebol (FAF) deve indicar os seus representantes às competições sob a égide da Confederação Africana da modalidade (CAF) até ao próximo dia 30. O sorteio para as duas competições continental, designadamente acesso á liga dos clubes campeões e da Taça da Confederação “Nelson Mandela”, será efectuado a 15 de  Dezembro.

Após este período, disse, o Comité de Licenciamento de Clubes vai verificar toda documentação dos clubes inscritos, para dar o seu aval de poder ou não participar na prova.