Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nascimento supera recordes

Rosa Panzo - 08 de Novembro, 2018

A marca da nadadora nos 200m mariposa constitui nos registos nacionais um recorde absoluto.

Fotografia: Edies Novembro

O nadador angolano, Edivaldo Nascimento, que milita num dos Centros de Alto Rendimento do Canadá, bateu o primeiro recorde da época desportiva 2018/2019, num meeting, em que representou as cores nacionais, na prova dos 100m livres, da categoria infantil, com a marca de 1.02.11. O anterior recorde pertencia ao atleta Salvador Gordo, com o tempo de 1.03.11.
Outro recorde foi batido na prova dos 50m bruços, com o tempo de 35.57. O anterior, pertencia a Salvador Gordo, com o a marca de 35,68.
Na segunda prova desta temporada, disputada no último final de semana, o nadador bateu mais dois recordes, nos 50 m livres e 100 estilos. Na prova dos 50m livres, melhorou a marca, ao perfazer o tempo de 27s.70, o anterior era de Salvador Gordo com 27s.86), já na prova dos 100m estilos superou com o tempo de 1.11.84, o  anterior pertencia ao nadador, Daniel Francisco do 1º de Agosto com a marca de 1.14.05.
Ainda na senda de recordes, a nadadora Lia Lima, afecta ao 1º de Agosto que milita no Centro de Alto Rendimento do Rio Maior, em Portugal, representou a Nação no meeting do Algarve, onde bateu dois recordes da categoria júnior e um absoluto.  Na prova dos 100m mariposa melhorou o tempo com a marca de  1.05.07, o anterior pertencia a atleta Catarina Sousa com o tempo de 1.05.47. Nos 200m mariposa bateu o recorde com 2.24.19, a marca anterior era da veterana Elsa Freire com 2.33.90 batido em 1991. 
A marca da nadadora nos 200m mariposa constitui nos registos nacionais um recorde absoluto. O anterior recorde absoluto dos 200 mariposa pertencia a Ana Nóbrega com o tempo de 2.25.86 desde 2015. Este é o primeiro recorde absoluto da atleta Lia Lima em piscina de 25 metros. Lia Lima já possui dois recordes absolutos em piscina de 50 metros, aos 50 e 200m mariposa. Na Inglaterra, os nadadores Henrique Mascarenhas e Salvador Gordo também bateram recordes da categoria júnior. Salvador Gordo melhorou a marca nos 200m mariposa, com o tempo de 2.12.59, o anterior recorde pertencia ao Daniel Francisco com o tempo de 2.13.16. Na prova dos 200m livres, Henrique Mascarenhas bateu ao perfazer 1.59.76, a marca anterior pertencia ao atleta, Daniel Francisco com o tempo de 2.01.30.
A vice presidente da Federação Angola de Natação, Ana Lima, disse que os recordes batidos pelos nadadores nacionais, nas primeiras provas da época desportiva, demonstram o esforço dos nadadores que militam no exterior e não só.\"Tudo isto demonstra o esforço dos atletas nacionais que militam lá fora. Mesmo longe da família dão o litro para melhorarem as suas marcas e elevarem cada vez mais o nome de Angola\", disse.No meeting do Algarve, participou também o atleta angolano, Pedro Pinotes, que representou o seu clube português, com marcas muito abaixo do seu melhor.
Rosa Panzo