Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ndalatando acolhe prova

Hlder Jeremias - 21 de Maio, 2018

Campeonato Angolano seja realizada ao nvel da sua dimenso, julgamos que a colaborao do nosso patrocinador, o empenho das autoridades

Fotografia: Jornal dos Desportos

A direcção da Federação Angolana de Desportos Motorizados e as autoridades da cidade de Ndalatando trabalham nos detalhes, em torno da realização da segunda jornada do Campeonato Angolano de Motocross “Speed”, agendada para sábado a partir das 13h00, no circuito do Cuanza-Norte, no quadro das actividades referentes às festas daquela cidade. A primeira jornada da maior competição nacional teve como palco o circuito internacional Jorge Varela, na capital do país, no dia 4 de Abril, em alusão aos 15 anos de paz efectiva, em que o piloto do Team Tranchipeta, Fernando Baptista “Fernas” foi o grande vencedor na categoria dos 250cc, seguido de Branquinho Pina,  doTeam Cazenga e do representante do Team Orbel, Zé Cazenga, ao passo que o piloto do Team Orbel, Edson Miranda “Roquinho”, arrebatou o trofeu da classe dos 450cc (moto4). Com vista a criar as condições necessárias para que o certame decorra sem mácula em termos organizativos, uma equipa de técnicos especializados afecta à Federação, segue amanhã para a cidade acolhedora, cujo principal propósito passa pela reabilitação do circuito local e averiguação das condições do acolhimento aos visitantes. O vice-presidente para o motocross da Federação Angolana de Desportos Motorizados, Orlando Almeida, disse em declarações ao Jornal dos Desportos, que existe sintonia quase perfeita entre a instituição gestora da modalidade e a Speed, enquanto principal patrocinadora, de moldes a que as equipas possam beneficiar de apoios, para que os seus pilotos estejam bem no certame. O piloto do Team Tranchipeta, Fernando Baptista “Fernas”, na qualidade de campeão nacional, e principal visado, tem como concorrentes directos, Branquinho Pina, Zé Cazenga, Alfredo Chilola e Etelvino Sebastião, na categoria dos 250cc. Na classe dos 450cc (moto 4), o despique vai ser travado entre Edson Miranda “Roquinho”, Bruno Ferreira “Agai” e Edson Sebastião. “A Federação trata de todos os trâmites para que a segunda jornada do Campeonato Angolano seja realizada ao nível da sua dimensão, julgamos que a colaboração do nosso patrocinador, o empenho das autoridades de Ndalatando e a prestação das equipas  nos garantam a confiabilidade e que tal desejo seja concretizado”, disse Orlando Almeida.                   
HJ

LUTO
Associação de Luanda
lamenta morte de Bianchi

A direcção da Associação Provincial de Motocross de Luanda considerou de “uma perda irreparável”, o desaparecimento físico do antigo piloto dos 250cc, BIanchi, falecido na sexta-feira, por motivo de doença na capital do país. De acordo com o presidente da referida Associação, Carlos Soweto, o desaparecimento físico do veterano Bianchi deixa um vazio enorme no seio das gerações mais recentes, que sempre o tiveram entre as maiores fontes de inspiração, na qualidade de um dos mais talentosos pilotos que a nação conheceu.
Carlos Soweto, que se destacou nas lides do motocross ao lado dos pilotos da geração mais recente,  com destaque para o falecido Jorge Varela “Jorginho” e Hélder Coelho “Vuty”, considera que “o legado de Bianchi” deve servir de inspiração a todos os amantes do motocross, dentro e fora do circuito. “Perdemos um grande homem, contudo, os seus feitos ficam para sempre, pois, todos nós o admiramos e bebemos da sua experiência. Não existem palavras para expressar o sentimento, quero em nome da Associação, expressar a nossa solidariedade à família, da qual todos fazemos parte”, disse Carlos Soweto. Bianchi foi um dos percursores da modalidade no país, tendo inspirado vários jovens a aderirem a pratica da modalidade sobre rodas.