Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nico Rosberg convida Vettel

18 de Março, 2015

O primeiro Grande Prémio, da época 2015 da Fórmula 1, não teve grandes novidades. A Mercedes colocou os dois carros nos lugares mais altos do pódio e as outras equipas ficaram bem para trás. O terceiro colocado, Sebastian Vettel, terminou a prova na Austrália a 34 segundos de Lewis Hamilton e Nico Rosberg.

Isto fez com que o alemão da Ferrari perguntasse, na conferência de imprensa, se os pilotos do grupo germânico gostavam de ter mais concorrência na época. A resposta de Nico Rosberg não só foi positiva como também provocou uma consequência um tanto curiosa: o actual vice-campeão mundial convidou o compatriota a participar na reunião da Mercedes, após os treinos de sexta-feira, na Malásia, palco do próximo Grande Prémio.

Nico Rosberg usou a sua conta no Twitter para chamar Vettel, oficialmente a conhecer os “segredos” da equipa alemã. “Falei com Toto (Wolf) e Paddy (Lowe) sobre o convite e estão de acordo”, escreveu o companheiro de Lewis Hamilton, que se referiu a dois dos principais dirigente da Mercedes.

Rosberg acrescentou: “Querido Seb (Vettel), este é o convite oficial para a nossa reunião de sexta-feira, às 16h00, em Sepang (Malásia). Vejo-te lá, não esqueça o seu notebook!”. O tetra-campeão mundial de Fórmula 1 ainda não respondeu ao tweet do compatriota, mas ao que parece deve aceitar o convite. Foi Vettel quem puxou o assunto na conferência de imprensa, após o Grande Prémio da Austrália ao perguntar se os pilotos da Mercedes queriam mais concorrência em 2015. Rosberg disse que sim e o ferrarista espantou-se.

“Seja sincero. É verdade? Você chega 30 segundos à frente e espera que a diferença fosse menor?”, questionou. Depois disto, Vettel propôs em tom de brincadeira que a Mercedes liberasse o acesso das seus boxes para o público, “para que todos possam dar uma olhada”. Rosberg aceitou.

indefinição
GP da Alemanha


Continua indefinida a situação do Grande Prémio da Alemanha de 2015, a décima prova do calendário de 2015 da Fórmula 1. O impasse quanto ao local em que vai ser realizada a corrida é motivo de dor de cabeça para o director-geral da categoria, Bernie Ecclestone.

A etapa acontecia, nos últimos anos, de forma alternada: um em Hockenheim, outro em Nurburgring, como podia ser o caso da actual época. Entretanto, por problemas financeiros da organização do circuito, Ecclestone manifestou o desejo de não realizar a prova no local. E o empecilho  dá-se pelo facto de que a outra opção, Hockenheim, também não está em condições de sediar o evento.