Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nico Rosberg parte à frente no Grande Prémio da Alemanha

31 de Julho, 2016

Rosberg dominou a primeira parte do calendário da Fórmula 1 mas viu o tricampeão mundial Hamilton se recuperar nas últimas corridas.

Fotografia: AFP

O piloto da casa venceu a batalha com Lewis Hamilton, seu companheiro de equipa Mercedes, e assegurou a ponta do grid com a marca de 1min14s363.

É a quinta pole de Rosberg na temporada de 2016 da F1, igualando-se a Hamilton com 11 etapas do calendário já realizadas. Daniel Ricciardo, da Red Bull, largou na frente no GP de Mónaco, impedindo domínio completo da equipa Mercedes. Ontem, o britânico ficou com a segunda posição, com 1min14s470. O representante da Oceania foi o terceiro, com 1min14s726, seguido por Max Verstappen.

Rosberg dominou a primeira parte do calendário da Fórmula 1, mas viu o tricampeão mundial Hamilton se recuperar nas últimas corridas. O britânico venceu cinco das seis provas anteriores da temporada e tomou do companheiro de equipa Mercedes a ponta do Mundial da categoria de elite do automobilismo.

O brasileiro Felipe Massa não conseguiu se acertar com a Williams e apontou o décimo tempo do treino classificativo para o GP da Alemanha, 1min15s615, ontem. A quinta colocação ficou com Kimi Raikkonen, seguido por Sebastian Vettel, Nico Hulkenberg, Valtteri Bottas e Sergio Pérez. Já Felipe Nasr mais uma vez sofreu por estar a dirigir um carro da Sauber. Com o tempo de 1min17s123, ficou com a 21ª posição do grid de 22 pilotos e foi eliminado já no Q1. Pior do que ele, apenas o seu companheiro de equipa, o sueco Marcus Ericsson, que rodou a 1min17s238.

As duas primeiras fases do treino classificativo em Hockenheim mostraram o equilíbrio entre os candidatos à pole. Mais rápido dos treinos livres, Rosberg foi superado por Hamilton no Q1 e no Q2, mas por margens apertadas, aumentando a expectativa para a luta pela posição de honra do grid.

E o britânico logo mostrou que continua embalado na Fórmula 1 depois de vencer as três provas anteriores do calendário e assumir a liderança do Mundial. Já na sua primeira saída dos boxes no Q3, anotou 1min14s486. Rosberg, por outro lado, abortou a sua tentativa inicial de marcar tempo depois de um erro electrónico no seu carro.

A equipa Mercedes solucionou o problema e deu ao piloto da casa mais uma hipótese de lutar pela pole. E Rosberg aproveitou. Faltando dois minutos para o fim da actividade, anotou 1min14s363 para assumir a primeira colocação da tabela de tempos. Ainda houve tempo para Hamilton dar outra volta, mas o britânico rodou a 1min14s470 e ficou em segundo.