Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nicolau é campeão nacional

Álvaro Alexandre - 12 de Outubro, 2014

Tenista formado no CTL sagra-se vencedor do campeonato nacional sénior masculino após vitória com Fernando André

Fotografia: M. Machangongo

O tenista do Clube de Ténis de Luanda, Nicolau Monteiro, é o novo campeão nacional sénior masculino após a vitória na final diante de Fernando André, da equipa Prometeus, por dois sets a zero com parciais de 6-1 e 7-5 (tie-break). O jogo, que decorreu no court Augusto Pinto 'Ganino' do Clube de Ténis de Luanda, teve a duração de 40 minutos.

Sete anos depois de ausência, a final do campeonato nacional sénior masculino foi emocionante. Os dois melhores tenistas angolanos da actualidade proporcionaram um jogo revestido de elevado nível técnico. Perante os espectadores, que abarrotaram as bancadas do segundo court, Nicolau e Fernando arrancaram aplausos a cada game.

Fernando André tomou a iniciativa do jogo, mas o saque foi quebrado por Nicolau. Com forte bolar, o campeão nacional construiu a vitória. O adversário demonstrou desconcentração aliada a quebra física e enfrentou dificuldades para inverter o "game" a seu favor.

Nicolau apercebeu-se da fragilidade do adversário e colocou as bolas nos ângulos mais difíceis. Sem resistência e perante a estratégia, a vitória de Nicolau era uma questão de tempo. No final, o set terminou em 6 a 1.

No segundo set, Fernando André entrou para inverter o quadro e anular a desvantagem. Com mais determinação, equilibrou a partida. Nicolau Monteiro sentiu a dificuldade. A nova postura e a resistência física de Fernando André permitiu chegar a empate: 5 a 5. A decisão passou para "tie-break".

Nessa fase de jogo da final, o campeão nacional já sentia o cheiro do título. Despertou, buscou forças e com mais discernimento conseguiu terminar o set em 7-5. O grito de emoção ecoou no segundo court. Na plateia, os aplausos confundem-se com gritos. A satisfação e a desolação estão divididos por uma rede. O abraço final tinha um sabor estranho. Em declarações ao Jornal dos Desportos, Nicolau Monteiro afirmou que foi uma vitória merecida por ter entrado "bem na partida". O novo campeão nacional revelou a estratégia da sua vitória na final.

"Estava à espera de um erro do adversário e tão logo aconteceu, aproveitei da melhor forma", disse. Nicolau Monteiro disse que "o primeiro passo foi resolver o primeiro set" e, no segundo, foi gerir as oportunidades perante o equilíbrio. As três advertências que sofreu penalizaram-no com um ponto. No final, "felizmente superei-me e convenci o adversário no campo", exprimiu com sorriso aos lábios.

Com o troféu na mão, Nicolau Monteiro já planeia os compromissos do próximo ano, nos quais espera estar  bem. "Prometo fazer uma preparação cuidada para estar em boa forma desportiva nos Jogos Panafricanos de 2015, que vão ser realizados no Congo Brazzaville", disse.
 
O vice-campeão nacional encontrou no árbitro a razão da sua derrota. Fernando André justificou que a falha cometida pelo árbitro e os fortes golpes de direita do adversário estiveram na base da perda do título nacional.

"O campeão nacional foi forte nos golpes de direita paralela, mas os erros sucessivos cometidos pelo árbitro provocaram-me desconcentração", disse.

Fernando André assegurou que "lances perfeitos foram considerados inválidos e não tinha como ganhar". O vice-campeão nacional promete treinar mais para estar em condições de ganhar as provas do próximo ano.