Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nicolau e Pemba buscam acesso à final

Hélder Jeremias - 03 de Fevereiro, 2014

Questionado sobre o sexo feminino, Plínio Pedro informou que a Associação está a fazer esforços

Fotografia: Nuno Flash

Os finalistas do torneio 4 de Fevereiro, que decorre desde a última terça-feira nos courts do Clube de Ténis de Luanda, são conhecidos hoje, quando, a partir das 10h00, se disputarem as partidas das meias-finais entre Nicolau Monteiro e Augusto Pemba e entre Eduardo Morais e Francisco Bebeca.

Promovido pela empresa DHL, no âmbito dos festejos alusivos ao dia do início da Luta Armada, o certame organizado pela Associação Provincial de Ténis de Luanda está a ser marcado pelo forte equilíbrio entre os atletas, facto que se reflecte na melhoria do processo de desenvolvimento do ténis.

Augusto Pemba obteve o passe para a última fase ao vencer ontem o seu irmão Armando Pemba por 2 sets a 0 com parciais de 6-2 e 7-6, numa partida de grande emoção em que o vencedor teve de suar bastante e valer-se de uma falha defensiva do adversário no segundo set em que se recorreu a ‘tie breck’.

Noutra partida, Nicolau Monteiro venceu Miguel André por 2 sets 0 com parciais de 6-4 e 6-3. O vencedor evidenciou melhor condição física sobre o adversário que, além de apresentar baixo nível técnico, não suportou as altas temperaturas registadas na manhã de ontem, em Luanda. Eduardo Morais Erikson voltou a exibir-se com grande classe diante de Danilson Bento, numa partida em que explorou a quadra do jogo e efectuou excelente serviço. Danilson Bento desistiu da partida por exaustão, depois de ter perdido o primeiro set por 6-2.

Na última partida do dia, Francisco Bebeca bateu Edivaldo Sousa por 2 sets a 0 com parciais de 6-1 e 6-4, num jogo em que os jogadores se ressentiram do calor ofegante. A partida teve início às 11h00 e terminou quatro horas depois.

Os quatro finalistas prometeram dar o melhor de si para arrebatar o primeiro troféu do ano. Os meios-finalistas agradecem à empresa patrocinadora pela dedicação à modalidade. “É uma alegria muito grande estar na fase final da competição. Por isso, tudo continua em aberto e cada um de nós vai fazer o possível para ser o vencedor”, disse Augusto Pemba.
HELDER JEREMIAS

Adesão agrada à Associação

O secretário-geral da Associação Provincial de Ténis de Luanda, Plínio Pedro, enalteceu o facto dos tenistas da capital terem aderido em grande força ao torneio 4 de Fevereiro que termina amanhã no Clube de Ténis para saudar a efeméride do início da Luta de Libertação Nacional. O responsável, que fazia um balanço sobre o nível de ténis praticado pelos atletas, sublinhou “o gesto nobre da empresa DHL” que disponibilizou os apoios necessários para que a data festiva fosse comemorada com um torneio de alta qualidade.

“Estamos satisfeitos por termos realizado um torneio com bom nível de competição, pois isto prova que a modalidade está de saúde na nossa província. Contudo, é preciso realçar que só com o apoio dos nossos patrocinadores tem sido possível mantermos o ritmo”, disse Plínio Pedro. Plínio Pedro informou que os três primeiros classificados são premiados com valores monetários, além do troféu e de medalhas, ao passo que os 32 atletas inscritos vão receber prémios de participação, como forma de incentivá-los a trabalhar com mais persistência.

A Associação provincial, de acordo com Plínio Pedro, tem em carteira a realização de vários torneios ao longo do ano, pelo que está aberta a qualquer iniciativa de empresas que queiram promover actividades do género. Questionado sobre o sexo feminino, Plínio Pedro informou que a Associação está a fazer esforços para realizar provas da classe, embora reconheça que o número de praticantes reduziu nos últimos tempos.
HELDER JEREMIAS