Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Noruega recupera "coroa" feminina

23 de Dezembro, 2014

A guarda-redes anulou o ataque espanhol.

Fotografia: AFP

A Noruega reconquistou a "coroa" europeia de andebol feminino ao bater a Espanha por 28-25, na final disputada em Budapeste. "Las Guerreras" de Espanha lutaram muito, mas foram incapazes de contrariar o favoritismo das nórdicas, que chegaram ao sexto título na competição.

A Espanha chegou a assustar a poderosa formação da Noruega, actual campeã olímpica, já que liderou por cinco golos no primeiro tempo (10-5) e foi para o intervalo em vantagem, por 12-10. A Noruega reagiu bem no segundo tempo e inverteu o marcador a seu favor para depois permitir alguma recuperação das espanholas, que chegaram aos últimos dois minutos a perder por um golo e com posse de bola.

Dois falhanços da Espanha, nessa fase de jogo, deitaram tudo a perder. A Noruega acabou por fechar com três golos de vantagem (28-25), um resultado bem mais apertado do que o registado na anterior final em que estas duas selecções se encontraram, em 2008. A Noruega ganhou por 34-21. Nerea Pena, com dez golos no jogo, foi a melhor marcadora de Espanha, que também viveu muito do talento de Carmen Martin, eleita melhor ponta direita do torneio.

Do lado da Noruega, o destaque pelos golos foi para Linn-Kristin Koren, com 10 golos, e também para Nora Mork, com sete. Mork, a poste Heidi Loke e ainda a guarda-redes Silke Solberg foram eleitas para integrar a equipa do torneio, que se completou com a nomeação de uma jogadora romena, duas dinamarquesas e duas suecas, entre as quais Isabelle Gulden, votada melhor jogadora do torneio (MVP).

Gulden também é a goleadora do torneio, com 58 golos, dos quais 27 de livre de sete metros - aqui com uma fabulosa estatística de concretização, 100 por cento. Quanto a Solberg, foi especialmente decisiva nas meias-finais e no jogo da final, em que realizou 15 defesas e desequilibrou a jogo a favor das norueguesas. A guarda-redes anulou o ataque espanhol.