Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Novak Djokovic supera Murray

02 de Novembro, 2014

 O sérvio derrotou o britânico Andy Murray, cabeça de chave oito, por 2 sets 0, com parciais de 7/5 e 6/2, em duelo de 1h42 de duração.

Foi a 15ª vitória de Djokovic sobre Murray, em 23 confrontos. O balcânico não consegue superar o tenista sérvio desde a edição de 2013, de Wimbledon. São quatro triunfos consecutivos do balcânico no embate.

A vitória também ajudou o sérvio a consolidar-se  na primeira posição do ranking da ATP. Com o resultado desta sexta, o sérvio pode  aumentar a sua vantagem de 490 pontos para Federer, segundo colocado, que foi eliminado em França.

No primeiro set, Djokovic e Murray não cometeram erros até o 12º game, mas o sérvio tinha vantagem, já que confirmava os pontos de serviço com facilidade. O britânico teve dificuldade e salvou cinco break-points, não resistiu e foi derrotado por 7/5.

Na segunda etapa, Djokovic não aproveitou a chance de quebrar três vezes o saque de Murray no início, mas depois aumentou a performance,  fez óptima devolução, venceu o britânico por 6/2.

Na semifinal, Djokovic vai enfrentar o japonês Kei Nishikori, que derrotou o espanhol David Ferrer.


Raonic supera favoritos

Após derrotar o suíço Roger Federer na última sexta-feira e classificar-se para o ATP Finals, o canadiano Milos Raonic manteve o embalo e garantiu-se na decisão do Masters de 1000 de Paris. Ontem, o número 10 do mundo avançou no torneio francês ao derrotar o checo Tomas Berdych, quinto colocado no ranking, por 2-1, com parciais de 6/3, 3/6 e 7/5, em 2 horas e 8 minutos.

Na segunda decisão da sua carreira de um Masters 1000, Raonic vai buscar o seu primeiro título neste tipo de torneio contra o vencedor da semi-final entre o sérvio Novak Djokovic e o japonês Kei Nishikori. Além disso, o canadiano vai buscar o segundo título nesta temporada - já foi campeão do Torneio de Washington em 2014.