Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Novas revelações sobre acidente de Alonso

23 de Abril, 2016

O acidente aconteceu quando Alonso tentava ultrapassar a Haas de Esteban Gutierrez

Fotografia: AFP

Exactamente um mês depois do acidente que tirou Fernando Alonso do GP do Bahrein, foi divulgado pela publicação alemã Auto Motor und Sport que as imagens de uma câmara de alta velocidade que está a estrear-se neste ano na Fórmula 1, apanharam a abertura da viseira do capacete do espanhol durante o impacto. E mostrou que o bicampeão fechou fortemente os olhos enquanto a McLaren capotava em Melbourne, na Austrália.

O acidente aconteceu quando Alonso tentava ultrapassar a Haas de Esteban Gutierrez e embateu no seu pneu dianteiro esquerdo no traseiro direito do carro do mexicano, que embateu fortemente contra o muro. Desgovernado, o carro capotou na caixa de brita, ficou completamente destruído.

O espanhol saiu a andar do acidente, aparentemente sem muitas complicações, mas nos dias seguintes foram constatadas fracturas na costela, que o obrigou a sair do GP seguinte, no Bahrein, e quase o deixou de fora também da corrida da China, no último final de semana.

Curiosamente, a nova câmara foi instalada nos carros a partir deste ano, com o intuito de servir como ferramenta da FIA na investigação de acidentes, justamente após uma batida aparentemente mais leve do próprio Alonso, durante os testes de pré-temporada de 2015 que o tirou do GP da Austrália daquele ano. Assim, não devem ser divulgadas ao público. O equipamento está instalado no painel do volante e consegue obter imagens bastante precisas.

A abertura do visor do capacete do espanhol é o segundo dado preocupante sobre a batida obtido pela FIA. A análise prévia do que restou do carro apontou uma rachadura no assento da McLaren.