Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Obras do Centro de Ténis paradas há dois meses

18 de Março, 2016

A construção da arena está orçada em 191,1 milhões de Reais.

Fotografia: DR

Dois meses após paralisar a construção do Centro Olímpico de Ténis, a Prefeitura do Rio fechou um acordo para a retomada do trabalho na arena. O município acertou nesta semana detalhes de um contrato com a construtora carioca Volume, que assumirá a obra depois do afastamento do Consórcio Ibeg/Tangran/Damini do projecto. Para terminar a construção, a Volume receberá 63,4 milhões de Reais.

Segundo a prefeito Eduardo Paes, o contrato fechado com a Volume --sem licitação-- não elevará o custo total da obra do Centro de Ténis. A construção da arena está orçada em 191,1 milhões de Reais. Outros 10,6 milhões estão reservados para a sua manutenção do local nos meses logo após o fim do Jogos Olímpicos.

A Prefeitura do Rio de Janeiro informou, em Janeiro, quando a obra foi paralisada, que os trabalhos no espaço estavam 90% prontos, restando portando 10% a ser executado. A construtora Volume, porém, vai receber o equivalente a 31% de tudo que o município se comprometeu a investir no Centro de Ténis.

Paes minimizou a diferença. "O acabamento é o mais caro da obra mesmo. Tem os sistemas de computador, iluminação, etc. De toda forma, vamos pagar exactamente o que deixamos de pagar ao consórcio afastado", explicou ele, na segunda (14).