Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Olavo Gamboa contesta Carlos Luís

Silva Cacuti - 23 de Dezembro, 2016

Olavo Gamboa, poderá avançar com uma impugnação à reeleição de Carlos Luís para a presidência da FAboxe

Fotografia: M.Machangongo

O promotor e antigo vice-presidente da Federação Angolana de Boxe, Olavo Gamboa, poderá avançar com uma impugnação à reeleição de Carlos Luís para a presidência da Federação Angolana de Boxe (FAboxe), caso não receba uma resposta favorável a uma exposição feita ao ministério de tutela.

Olavo, que presidiu à Comissão Eleitoral no processo que em 2012 conduziu Carlos Luís à presidência da Faboxe, acusa o elenco de Carlos Luís de estar a dirigir a Faboxe com base em Estatutos  que contrariam a Lei dos Desportos.

"Os Estatutos da Faboxe prevêem  três vice-presidentes sem discriminá-los, mas, devia fazer referência aos pelouros de cada um, para estarem em conformidade com a Lei dos Desportos", defendeu.

Gamboa assegura também que o responsável pelo Conselho Fiscal lhe confidenciou não ter homologado nenhum relatório financeiro o que coloca em xeque a prestação de contas apresentada pelo elenco de Carlos Luís. Diz que enquanto promotor licenciado pela Feboxe nunca foi tido nem achado em Assembleias-gerais.

Estas e mais irregularidades, revela, constam de uma exposição que além do presidente da Mesa da Assembleia-geral,  foi entregue a várias instituições, dentre elas o Ministério da Juventude e Desportos para que se pronuncie.

"Estamos a aguardar que o ministério se pronuncie, entendemos que houve problemas de agenda com os eventos internacionais que o país acolheu, tão logo tenhamos este pronunciamento, vamos avançar com a impugnação", ameaçou.