Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Olegário Correia enaltece Igor Silva

J?lio Gaiano - 25 de Julho, 2017

Igor Silva sagrar-se campeão nacional, no Bengo

Fotografia: Dombele Bernardo| Edições Novembro

Olegário Correia considerou que o triunfo de Igor Silva na prova nacional recentemente disputada na província do Bengo acabou por dissipar as dúvidas que pairavam no seio de algumas pessoas que davam por fim a hegemonia do ciclismo benguelense no país.

Na sua óptica, o facto de na referida competição, Benguela ter arrecadado o maior número de títulos reforça ainda mais o poder ciclistico da província, em comparação com as demais concorrentes.

“Da vez passada, isto é, em 2016 quando decidimos desistir da prova por graves irregularidades denotadas no seio da organização, muitas vozes se levantaram contra a nossa posição e questionaram o potencial dos nossos ciclistas. Houve mesmo quem se atreveu em atacar a nossa coqueluche, Igor Silva, dizendo que estava cansado e ultrapassado, para além de outros atributos de que soubemos gerir. Contudo, os factos não mentem e os resultados estão à vista de todos. Para além de vencemos na prova rainha, mandámos nas outras categorias em que fizemos parte. É obra”, realçou.

Lembrar que para além de Igor Silva sagrar-se campeão nacional, no Bengo, o ciclismo benguelense triunfou no absoluto em juniores de contra-relógio em individual e na prova de linha, por intermédio de Eugénio Pina. Na prova de linha, em cadetes, Gilson dos Santos, Wisley Fonseca e Carlos Simão, todos ligados às terras das acácias rubras fecharam o pódio.

Já no escalão de juvenis no contra-relógio, por individual, por estrada, Eric Pinheiro e Cristian Silva bateram na concorrência os demais contendores que, no fundo, acabaram por se render ao poderio do ciclismo benguelense que obteve um honroso 3º lugar na categoria de masteres, por intermédio de Eleutério Cardoso.


Organização
Associação prepara
campeonato nacional


Depois do brilharete conseguido no último campeonato nacional, no Bengo, a Associação de Ciclismo de Benguela manifestou o interesse de organizar o vigésimo oitavo campeonato nacional no próximo ano, segundo o SG daquela associação desportiva.

Olegário Correia assegurou que a nível interno, estão a ser criadas as condições técnicas e logísticas. A vertente administrativa, garantiu estarem as coisas caminhadas a contento. O dirigente já fala em despique entre os melhores atletas de que o ciclismo pode proporcionar.

“Tivemos o cuidado de comunicar esta pretensão aos órgãos competentes da FACI. Espero que sejamos bem sucedidos e, no próximo ano, a população benguelense tenha o privilégio de assistir a vivo e cor emocionantes competição que vai juntar nas estradas benguelenses os melhores ciclistas do país”, augurou.

O dirigente associativo confessou que o objectivo pelo qual a APCIB deseja para si a organização do certame assenta-se no ensejo de manter o título nacional, para além de mobilizar o maior número de possíveis patrocinadores ao projecto de massificação e do fomento da modalidade que leva a cabo na província.

“Precisamos alargar o leque de participantes. Contactamos algumas empresas e as administrações municipais no sentido de apoiarem o projecto. Há vontade da parte dessas entidades em apoiar o projecto, porém não o fazem agora por falta de dinheiro. Tenho a certeza de que ao organizarmos a prova aqui na província, podemos ter as coisas facilitadas e os apoios de que precisamos”, revelou.

Questionado sobre o percurso a decorrer a prova, óbvio, em caso de a APCIB receber o aval do órgão reitor (FACI) para acolher o evento, Olegário Esteves Correias indicou as estradas do Dombe Grande e do Uchi pelo facto de serem menos movimentados em termos de transitabilidades de viaturas e similares.
Júlio Gaiano