Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Organização satisfeita com percurso da prova

Silova Cacuti - 30 de Dezembro, 2015

Iluminação na zona do bairro do Prenda apresenta algumas lacunas que deixam preocupado ao comité organizador da maior competição pedestre da zona austral de África

Fotografia: M. Machangongo

O director da 60ª corrida de Fim-de-Ano, São Silvestre, Adriano Nunes, disse ontem estar satisfeito com a resposta dada pelas estruturas do Governo Provincial de Luanda (GPL) na reparação do troço do percurso da prova. O responsável revelou que o percurso está pronto para a competição, constatação feita na última vistoria realizada na segunda-feira e que contou com a presença do governador provincial, Graciano Domingos.

"Fizemos uma avaliação positiva ao trabalho feito no percurso. As diferentes áreas técnicas do GPL ainda trabalham nalguns pontos, mas os constrangimentos com buracos, águas que corriam pelas ruas, já estão estancados. A questão da iluminação na zona do Prenda está superada, mas encontramos alguns postos com lâmpadas fundidas, entretanto recebemos garantias de que vão ser trocadas. Podemos dizer que está tudo a postos", disse.

O responsável federativo anunciou que uma nova vistoria, mais restrita pela comissão técnica da prova vai ser efectuada hoje.No capítulo competitivo, dois corredores namibianos e um sul-africano foram os primeiros a desembarcar em Luanda para participarem da corrida. Contrariamente ao anunciado pela organização, o grosso de corredores internacionais só hoje chega à capital angolana. Ao todo, são cerca de 50 corredores estrangeiros, dos quais 17 senhoras. O Quénia domina a lista de presenças.

Estão inscritos, atletas etíopes, quenianos, namibianos, sul-africanos, congoleses e camaroneses. Adriano Nunes disse que hoje, a organização vai apresentar os corredores de elite numa conferência de imprensa, a ter lugar na sede da Federação Angolana de Atletismo.

Quanto a corredores angolanos, a prova conta com cerca de 1500 inscritos, que já estão a receber os respectivos dorsais e kits de participação. A partida da prova masculina está marcada para às 18h00, enquanto a prova feminina vai ser às 17h50.

A São Silvestre de Luanda tem partida no Largo da Mutamba e meta no Estádio dos Coqueiros. O percurso está fixado em 10 quilómetros. Os atletas vão passar pelas Avenidas Amílcar Cabral, Revolução de Outubro, Ho-Chi Min, Alameda Manuel Van -Dúnem, Ruas da Missão e 4 de Fevereiro, assim como nos Largos do Kinaxixe e do Baleizão.

PRECAUÇÃO
Inspecção controla saúde de amadores


A inspecção e controlo médico aos participantes da 60ª edição da corrida pedestre São Silvestre de Luanda, que se disputa a 31 deste mês, iniciou ontem por razões organizativas. O Gabinete Provincial de Luanda da Saúde criou as condições adequadas para realização da tarefa, cujo principal propósito é aferir as reais capacidades físicas e de saúde dos concorrentes não federados.

Todos os concorrentes não federados são chamados a contactar a Comissão Médica da São Silvestre de Luanda, coordenada pelo médico João Molima, para a avaliação até ao fim do dia de hoje.  A responsabilidade dos exames médicos aos atletas federados está atribuída aos departamentos médicos dos clubes, conforme o coordenador da comissão médica, João Molima.

A medida de verificação do estado de saúde dos participantes tem como objectivo prevenir eventuais situações que ponham em risco a vida dos corredores, principalmente, da classe dos populares. Para esta edição, a organização vai distribuir além dos valores monetários, 200 outros prémios destinados aos concorrentes nacionais.

MISTO DA HUÍLA
COM  DUPLA

Os fundistas Adelino da Silva e Maria Evaristo representam a província da Huíla na 60ª edição da corrida pedestre de Fim de Ano, a São Silvestre, a disputar-se amanhã em Luanda. O grupo deixa hoje a cidade de Lubango e tem como missão a melhoria da classificação de 2014: 35ª posição (45min35s) e 44ª (1h56min34s).

A província da Huíla vai estar presente com 18 atletas, que vão representar os clubes Interclube, Petro de Luanda, Desportivo da Huíla e Benfica do Lubango. O coordenador técnico da Associação local de atletismo, Augusto Seko, disse que o objectivo é conquistar o pódio e levar as medalhas para a província da Huíla. O especialista assegura que a tarefa não vai ser fácil devido à qualidade de outros corredores.

CICLO OLÌMPICO
Federação marca
data das eleições

A abordagem sobre a massa votante para o pleito eleitoral na Federação Angolana de Atletismo (FAA), vai marcar a Assembleia-geral Ordinária que se realiza a 2 do corrente, no Complexo Turístico Futungo II, em Luanda, à margem da disputa do meeting internacional Demósthenes de Almeida. Na mesma reunião, os associados vão discutir uma proposta de data para a realização de eleições no órgão federativo, que está há dois mandatos sob a liderança de Carlos Rosa de Sousa.

Hoje, durante uma Assembleia-geral extraordinária marcada para o mesmo local, às 15h00 são abordadas a nova Lei dos Desportos e a Lei das Associações Desportivas. Segundo apuramos, Carlos Rosa é candidato à sua própria sucessão e à luz da recente legislação, pode ainda exercer mais dois mandatos.

Nas duas reuniões magnas, a Federação vai também acertar as contas de 2012, 2013 e 2014. A agenda da Assembleia Geral extraordinária de hoje prevê a discussão dos relatórios e contas de 2012 e 2013; enquanto a Assembleia do dia 2 de Janeiro vai debruçar-se sobre as contas de 2014.O actual mandato deve terminar após a participação angolana nos jogos olímpicos do Rio 2016.
SILVA CACUTI