Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Organizao explica punio de Valentino Rossi no GP Amricas

26 de Abril, 2017

Piloto italiano teve procedimento errado e foi penalizado no final do GP das Amricas

Fotografia: TOSHIFUMI KITAMURA | AFP

Alvo de muita polémica, após o GP das Américas do último fim de semana, a punição  a Valentino Rossi dividiu as opiniões. O italiano, ao ser forçado para fora da pista pelo francês Johann Zarco da Tech3, acabou por ganhar pequena vantagem, no regresso ao circuito.

Com isso, a direcção de prova aplicou uma penalização de 0s3 ao italiano, no tempo final de corrida. Após o GP, o director de prova da MotoGP, Mike Webb, falou sobre o ocorrido.

\"Uma punição de 0s3 soa a ridícula, mas a razão que nos levou a dar uma penalidade foi porque eu estava à espera da confirmação da diferença de tempo dele, naquele sector\", disse ele. \"Essa foi a base da penalidade de 0s3. Ele podia ter diminuído a aceleração, mas não o fez. Então, nós fizemos isso, por ele.\"

O director Mike Webb disse que no regresso à pista, Rossi ganhou uma certa vantagem, o que permitiu aproximar-se de Marc Márquez.
\"Você não ganha uma vantagem ao sair da pista, e claramente, houve uma vantagem porque ele aproximou-se de Márquez.  Mas do outro lado, Rossi deixou a pista involuntariamente, o que significa que foi forçado por outro piloto, e se alguém saiu deliberadamente e ganhou vantagem, a penalidade era muito maior do que o tempo que  ganhou.\"

Neste caso, acrescentou o responsável, \"não foi claramente culpa dele sair da pista, mas ele também tem a obrigação de não tirar vantagem da circunstância, porque foi claro para todos, incluindo Rossi, que  se aproximou de Marc. O comportamento correcto, é devolver essa vantagem.\"
A mesma situação sucedeu com Lorenzo, mas o espanhol não tirou vantagem disso. \"Mais tarde na corrida, Lorenzo foi forçado a ir mais ou menos ao mesmo lugar, não ganhou vantagem e não aconteceu nada.\", disse.

MORBIDELLI

Franco Morbidelli está com três em três, em 2017. O franco -italiano venceu as três corridas já realizadas no Mundial de Moto2, e explica que treinar com Valentino Rossi é fundamental.

O líder do campeonato da categoria diz que aprende com o \"melhor de sempre\", e utiliza uma metáfora do futebol, para descrever o seu privilégio. \"Vale [Rossi] é o piloto mais forte de sempre, e é mérito seu que eu seja tão forte. Treinar com ele em The Ranch, é fundamental para mim. Aprendi muitos dos seus gestos, dos seus conselhos. Treinar-me com ele é como se um miúdo apaixonado por futebol, jogar todos os dias com [Lionel] Messi\", garantiu Morbidelli.

O piloto da Marc VDS não se vê apenas a si, a lutar pelo Mundial com todos os ingredientes apreendidos, mas também vê o seu mentor, que subiu à liderança do MotoGP em Austin, ainda em forma para dar cartas.

\"Vejo o Valentino a treinar muito bem. É incrível como em cada ano melhora, e nesta ano, vejo-o mais forte do que no ano passado. Ele melhora sempre um pouco cada ano, em tudo o que faz, e está um pouco mais determinado\", revelou Morbidelli.