Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Organização ultima preparativos

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 22 de Agosto, 2016

O tapete asfáltico à volta do circuito da Nossa Senhora do Monte reúne as condições técnicas para albergar a competição

Fotografia: José Cola

A organização do Grande Prémio “Zé Dú” em automobilismo e motociclismo, inserido na 30ª edição das Festas da Nossa Senhora do Monte e pontuável para o Campeonato Angolano de Velocidade Sport & GT e Turismos, trabalha nos últimos detalhes técnicos para acolher este sábado e domingo, o evento sem sobressalto.

O presidente de direcção da Associação Provincial dos Desportos Motorizados da Huíla, Ivan Santos, garantiu ontem no Lubango, que o tape asfáltico à volta do circuito da Nossa Senhora do Monte, reúne as condições técnicas para albergar neste fim-de-semana, aquela que é considerada a maior competição do desporto motorizado no país.

Ivan Santos, pontualizou que o órgão reitor da modalidade na província tem a máquina afinada para realizar sem sobressalto o evento e acrescentou que tem estado a fazer avaliações periódica tendo averiguado que de um modo geral o tapete asfáltico a volta do circuito está em condições aceitáveis para os pilotos proporcionarem o verdadeiro espectáculo do roncar dos motores.

“Tecnicamente, estamos nos últimos retoque e ajustes. A grande parte do dispositivo de segurança principalmente a colocação de pneus por a volta do circuito já está a ser montada. Por isso, acredito que vamos ter as condições necessárias para termos aqui no Lubango um bom evento”, garantiu.

Acrescentou que a parte de intervenção que preocupava a organização que tinha que ser feita pela equipa da direcção provincial de Energia e Águas, já foi solucionada.
 “Já se conseguiu corrigir a fuga na zona junto ao Casino do Monte, em que existe um pequeno espaço de cerca de 10 metros que por causa de constante fluxo de água, o asfalto estava degradado e solto. Estamos agora a espera que a empresa Planasul, venha fazer a correcção. Este trabalho provavelmente seja feito na terça-feira, daí acredito que essa parte vai ficar solucionada”, tranquilizou.

A nível de todo o resto do aparato de corrida, disse Ivan santos, vai começar a partir desta quarta-feira, a trabalhar na parte de limpeza.
De acordo com aquele dirigente tem tudo minimamente alinhavado para que se tenha nos dias 27 e 28 uma corrida com “condições necessárias para quem nos visitar”.

Em termos de concorrentes, revelou Ivan Santos que até ao momento existe cerca de 14 carros já pré-confirmados e 12 motas. Assegurou que os números prevêem-se que aumente mais um pouco e acredita que a organização vai conseguir atingir a  meta que preconizada  em contar com a participação de  20 concorrentes  em motas e igual número em carros em representação das províncias de Luanda, Benguela, Huambo,  Huila e Namibe.

O presidente da associação local anunciou que a prova dos tradicionais  “200 km da Huíla”, passou a ser a marca que ficou no evento desportivo de corridas realizadas pela associação local.

“Os 200 km da Huíla, nos últimos 4 anos têm sido a denominação que se dá ao conjunto de provas de diversas categorias que são feitas na Huíla ou seja já cerca de 4 anos que não se faz de facto a tradicional prova dos 200 km da Huíla em automobilismo porque na altura era 70 voltas que se faziam ao circuito”, esclareceu.
Ivan Santos avançou que depois começou a se verificar que os carros já não tinham essa capacidade de resistência, o que levou a organização a encurtar o número de voltas até que em 2015 os concorrentes dessa prova efectuaram 35 voltas.

ASSEGURAMENTO
Polícia Nacional garante prontidão


As forças policiais compostas por cerca de dois mil efectivos de todas as especialidades garantem nos dias 27 e 28 do corrente mês, o asseguramento no circuito do Grande Prémio “Zé Dú” em automobilismo e motociclismo, enquadrado na 30ª edição das Festas da Nossa Senhora do Monte e pontuável para o Campeonato Angolano de Velocidade Sport & GT e Turismos.

A garantia é do comandante municipal da Policia Nacional do Lubango,  Superintendente-Chefe, Florêncio Ningui, que confirmou em conferência de imprensa estarem mobilizadas forças para o evento no sentido de trabalharem no aconselhamento e protecção daquilo que são os interesses públicos.

“Estarão presente, todo efectivo que constitui o Ministério do Interior e estamos a contar com um número de 2 mil homens que vão trabalhar neste evento. É um grande evento que vai acontecer na nossa cidade do Lubango em que toda a população está virada para essa actividade. Por isso, temos o efectivo preparado para conter tudo aquilo que constitui vândalo na nossa área de distúrbio. Temos o pessoal preparado para o efeito”, garantiu.

Florêncio Ningui considerou o número do efectivo policial de satisfatório tendo em atenção que o perímetro onde vai decorrer o conjunto de provas dos “200 km da Huila”, ser já conhecido pela corporação policial.

O comandante municipal da Policia Nacional do Lubango disse que as forças policiais estão também prontas para evitar que os excessos não venham se verificar durante o evento que arrasta centenas de populares.

“Gostaríamos de pedir um apoio especial à população, que nos perceba realmente qual é a actividade da polícia tão melindrosa e que a população colabore connosco de ponto de vista de disciplina e no cumprimento naquilo que são as orientações de ponto de vista de segurança pública”, apelou. Avançou que as forças polícias desaconselham a população a ficar ao longo do desenrolar das provas em locais perigosos.

NOVIDADE
GP Zé Dú
com paddock


A instalação de uma zona paddock junto as boxers depois de três anos,  direccionada para o público e convidados espectadores, constitui a grande novidade, desta edição das provas dos 200 kms da Huíla.

Ivan Santos confirmou ao Jornal dos Desportos que começam esta semana a trabalhar na parte da placa para a zona de paddock, sendo uma coisa que a organização não tinha previsto, mas conseguiu com alguns apoios inovar este ano.

“Assim, teremos pela primeira vez nos últimos três anos, vamos voltar a ter uma zona de paddock direccionada para o público e convidados que vai ser feita em cima da zona de boxers. Então, a nível de inovação já é uma coisa que conseguimos para este ano melhorar”, Garantiu que com a implantação da zona do paddock, vai ajudar muito a nível de segurança e boxers porque permitirá controlar o público e ter uma área específica e delimitada para os convidados que acompanham as competições de automobilismo e motociclismo.     
G.H