Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Osvaldo Gama o novo lder

lvaro Alexandre - 10 de Outubro, 2016

A chuva miudinha que caiu sobre Luanda no atrapalhou os objectivos dos velejadores

Fotografia: Dombele Bernardo

O velejador Osvaldo Gama, da Selecção Nacional, assumiu a liderança da prova individual do Campeonato Africano da Vela Optimist. O actual comandante do africano trocou a posição com o seu companheiro equipa, Lourenço Simão, após de ter conquistado ontem, na Ilha de Luanda, as três regatas.

A chuva miudinha que caiu sobre a capital, Luanda , não atrapalhou os objectivos definidos pelo angolano Osvaldo da Gama. O "rapazito" orientado pelo seleccionador nacional,  Moisés Camota, foi o rei do dia. Nas três regatas disputadas atingiu o pleno, coleccionando a mesma quantidade de vitórias.

O brilhante desempenho fez com que abandona-se a segunda posição para ocupar a primeira posição, com 7 pontos. O sul-africano Matt Ashwell está a demonstrar  que é um adversário talhado a grandes dotes. A sua eficiência está ser "sabotada" pela quadrilha angolana, constituída por Osvaldo da Gama, Lourenço Simão, Decáprio Fernandes e João Luacuti, que faz da rotação de posição para confundir o sul-africano como uma "arma mortífera".

Após a conclusão de mais três provas, perfazendo seis regatas a classificação é a seguinte: Osvaldo da Gama (Angola), com 11 pontos, Lourenço Simão (Angola), com 31 pontos, Matt Ashwell (África do Sul), com 31 pontos, Decáprio Fernandes (Angola), com 58 pontos, João Luacuti (Angola), com 80 pontos, Emilio do Rosário (Angola), com 81 pontos, Titos Cossa (Moçambique), com 72 pontos, Denise Parruque (

Moçambique), com 73 pontos,  Beninson Nzunzi (Angola), com 76 pontos, João Artur (Angola), com 76 pontos e Zakari Mokhtari (Argélia).
Na classe feminina a distribuição das posições está desta forma: Denise Parruque (Moçambique),  com 73 pontos, Chiara  Fruet (África do Sul), com 98 pontos,  Rym Isra Dia (Argélia),  com 143 pontos, Racha Touabi (Argélia), com 148 pontos, Aline Lourenço (Angola), 182 pontos, Anna

Grolleman (Ilhas Seicheles), com 217 pontos,  Maria Júlio (Angola), com 231 pontos, Juliana Miguel (Angola), com 236 pontos, Helen Jansen Van Vuuren (África do Sul), com 254 pontos, Philipha Ross (Zimbabwe),  com 277 pontos, e Joana Brito (Angola), com 279 pontos,.

BAÍA ACOLHE
AFRICANO POR EQUIPAS

A baía de Luanda aglutina hoje, a partir das 10 horas, todas as atenções dos aficionados do desporto executado com barco a vela. Cerca de 12 formações disputam o troféu de campeão africano por equipas da Vela Optimist, em representação de sete países. Os barcos à vela vão exibir os dotes, obedecendo as imposições do vento. O espaço escolhido é a bacia aquática que se estende do Porto de Luanda a ponte do museu das Forças Armadas Angolanas.

Está agendado duas regatas de cada 50 minutos.  Doze quartetos vão colorir a manhã da Baía de Luanda. Angola, na qualidade de anfitrião, vai competir com quatro equipas e a África do Sul com duas e outras restantes com um representante.

A constituição das formações vai ser em função das posições obtidas nas seis regatas do africano individual, disputadas sábado e ontem, na praia da Ilha do Cabo. O emparceiramento vai ser tornado público momentos antes do arranque da primeira regata. A disputa vai ser entre duas equipas e no final entram mais duas.

Angola A vai utilizar os atletas Osvaldo da Gama, Lourenço Simão, Decáprio Fernando e João Luacuti. A formação B  tem proposta o Emílio do Rosário, Beninson Nzunzi, João Artur e  Osvaldo Carlos. O grupo C composto por Garciano Novais, Ronâncio Paulo, Guilherme Neto e Eduardo João.