Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pacquiao perde para Jess Horn

03 de Julho, 2017

Apesar da decepção, ele se mostrou completamente disposto a uma desforra.

Fotografia: AFP

Mais de 55 mil pessoas lotaram ontem (2) o Suncorp Stadium, em Brisbane (Austrália), para ver a história ser feita. Jeff Horn superou Manny Pacquiao por decisão unânime dos juízes após 12 rounds e se tornou o novo campeão dos meio-médios da Organização Mundial de Boxe (WBO).

O resultado controverso veio por unanimidade dos árbitros laterais, que marcaram 117-111, 115-113 e 115-113 para Horn. O australiano era tido como completo azarão nas casas de apostas, e Pacquiao não pareceu ter ficado satisfeito com a decisão.

“Eu não esperava isso… É parte do jogo. Essa é a decisão dos juízes. Eu espeito isso”, afirmou o filipino logo após o fim da luta. Apesar da decepção, ele se mostrou completamente disposto a uma desforra.

“Com certeza sim. Nós temos uma (cláusula de) de desforra , então não tem problemas. Sim, sim, ele me venceu”.

Com estilo agressivo desde o início do combate, Horn usou os adeptos em seu favor como forma de incentivo para pressionar o filipino. A estratégia deu certo e Pacquiao se viu acuado em diversos momentos nos primeiros rounds, tendo trabalhado muito no contragolpe para equilibrar as ações.

O maior ímpeto e a juventude do atleta de 29 anos também contaram para que ele impusesse o seu ritmo de luta. Em determinado momento do combate, uma cabeçada do australiano abriu um corte na cabeça de Pacquiao, que precisou de atendimento médico.

Pacquiao viveu o seu melhor momento no nono assalto, quando pressionou, acertou boas combinações e balançou seu oponente até o soar do gongo. O australiano sentiu o cansaço nos rounds finais, mas buscou forças para equilibrar as ações não ser superado pelo filipino. Agarrando bastante, ele levou o duelo até o fim e saiu comemorando, assim como Pacquiao.

“Me senti fora de equilíbrio no nono round, mas eu me recuperei rápido. Achei que seria um pouco mais difícil de conseguir vencer na decisão.
Achei que eu fiz por merecer, mas foi apertado. Pensei que seria no nocaute que eu iria vencer essa luta”, declarou Horn após a vitória e antes de desafiar Floyd Mayweather.

“Isso não é uma piada. O que o Mayweather quer? A bengala ou as lutas? Venha ter uma luta de verdade”, declarou.

Vale lembrar que Mayweather deixou a aposentação para se preparar para um duelo com Conor McGregor, campeão dos leves do UFC. O combate acontecerá no dia 26 de Agosto, em Las Vegas (EUA).