Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pagenaud mantm liderana

15 de Maio, 2017

Simon Pagenaud no teve grande destaque no GP de Indianpolis

Fotografia: AFP

Scott Dixon foi segundo, encostou na tabela de pontosSimon Pagenaud teve uma actuação que não foi das mais brilhantes, mas salvou um importante quarto lugar, no GP de Indianápolis de sábado (13). Com o resultado, o francês evitou que Scott Dixon, segundo no traçado misto do IMS, tomasse a dianteira na tabela de pontos. Agora, Pagenaud tem 191, contra 181 do neozelandês.  Josef Newgarden podia estar muito mais perto da dupla. O americano foi punido duas vezes seguidas em Indianápolis, por isso fechou em 11º, apareceu com 152 pontos na tabela. Atrás dele vem Helio Castroneves, que segue em busca do primeiro pódio do ano.Will Power precisava de um grande resultado,  é o quinto com a vitória de sábado.

Dois dos destaques das primeiras corridas, James Hinchcliffe e Sébastien Bourdais caíram para sétimo e oitavo, respectivamente. Com a corrida complicadíssima em Indianápolis, Tony Kanaan caiu ainda mais na classificação. Agora, o brasileiro é 11º com 97 pontos.


Fórmula 2
Matsushita aproveita erro
de Latifi  no fim e vence 
em Barcelona


Noburahu Matsushita ganhou um grande presente de Nicolas Latifi. O canadense parecia despontar para uma vitória tranquila,  cometeu um erro nas voltas finais, e permitiu ao japonês vencer a primeira corrida na temporada. Charles Leclerc terminou em quarto, e segue líder da temporada, agora com 73 pontos. Sérgio Sette Câmara foi o 15º

O fim de semana, foi glorioso para os asiáticos, nas categorias de acesso à F1. No sábado, o japonês Nikei Fukuzumi venceu a primeira corrida na GP3, enquanto o indiano Arjun Maini — novo piloto de desenvolvimento da Haas — triunfou na segunda prova. E, no desfecho da rodada dupla da F2, Nobuharu Matsushita, membro do programa de desenvolvimento da Honda, venceu a primeira corrida na categoria em 2017. Mas o triunfo do nipónico veio na esteira de um grande erro de Nicolas Latifi, nas voltas finais. Matsushita aproveitou a chance, cruzou a linha de chegada a frente, e ouviu o hino japonês no pódio, em Barcelona, na manhã de domingo (14).

 Latifi fez uma largada perfeita,  deu o ‘pulo do gato’ depois que o pole Artem Markelov  meteu mal a tracção, e caiu para nono. O canadense evitou a batida e desde então abriu vantagem na liderança. Gustav Malja também largou bem e assumiu a segunda posição, seguido por Matsushita, que partiu do quinto lugar.

 Sérgio Sette Câmara largou em 14º, mas logo ganhou algumas posições em razão do  incidente  que envolveu Nick de Vries e Antonio Fuoco, enquanto o carro de Ralph Boschung também teve de ficar parado, o que provocou a entrada do safety-car da prova.

O único brasileiro da F2, pulou para 11º, mas a alegria durou pouco. Durante uma disputa com o veteraníssimo Johnny Cecotto, o mineiro teve a asa dianteira do  carro b avariada. Daí em diante, Câmara só perdeu posições até o fim da corrida.

 Malja começou a perder rendimento e  perdeu posições, foi ultrapassado por Matsushita e Oliver Rowland. Charles Leclerc  largou em oitavo, continuava a escalar o pelotão e lutava com o tailandês Alex Albon até que ultrapassou. Na parte final da prova, o monegasco da ART também  passou Malja e avançou para o quarto lugar, sua posição definitiva na corrida.

Tudo parecia bem encaminhado para a vitória de Latifi. Porém, um erro no miolo do circuito de Barcelona, na volta 21, pôs tudo a perder. O canadense escapou pela brita e perdeu toda a vantagem confortável de 3s8 que tinha para Matsushita. O piloto da Dams foi ultrapassado pelo japonês e também por Rowland. Daí em diante, não houve muito  que fazer.Aos 23 anos, venceu a terceira corrida na GP2/F2,  festejou um triunfo inesperado ao lado dos dois pilotos da Dams, no pódio: um ficou feliz com o segundo lugar. O outro, Latifi, ficou frustrado com a chance perdida de terminar o fim de semana com uma grande vitória.