Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Paralímpicos recebem tributo

Melo Clemente - 11 de Agosto, 2016

Selecção Nacional segue viagem a 21 do mês em curso para São Paulo palco da etapa derradeira do estágio-pré-competitivo

Fotografia: José Cola

A BP Angola e parceria com a Multichoice Angola realizam hoje a partir das 18h30 minutos, no Palmeiras Club, uma gala de despedida da comitiva paralímpica angolana aos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, competição a decorrer de  07 a 18 de Setembro próximo.

Depois de cumprir um estágio pré-competitivo de aproximadamente 15 dias em Cabo Verde, tendo regressado ao país na última segunda-feira, a Selecção Nacional Paralímpica de Atletismo recebe hoje o merecido tributo, antes de seguir viagem para o Rio de Janeiro, palco dos Jogos Paralímpicos.

Sem José Armando Sayovo, tri-campeão paralímpico e mundial, dos 100, 200 e 400 metros, atleta que abandonou a modalidade em 2015, o combinado nacional tem agora como principal referência o jovem José Chamoleia, da classe T11 (deficiente visual total), de apenas 19 anos de idade, campeão nacional dos 100, 200 e 400 metros respectivamente.

Chamoleia brilhou recentemente nos Jogos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), realizados em Cabo Verde, tendo arrebatado nada mais, nada menos do que quatro medalhas, sendo três de ouro e uma de prata.

A Selecção Nacional acabou por conquistar em Cabo Verde 14 medalhas no total, vitórias que servirão de incentivo para a delegação angolana que vai para o Rio de Janeiro com a missão de arrebatar medalhas na classe T11.

Entretanto, ontem, em declarações ao Jornal dos Desportos, o seleccionador nacional, José Manuel "Zemas", considerou positivo o estágio pré-competitivo realizado em Cabo Verde.

"De facto foi um estágio pré-competitivo bastante proveitoso. A selecção Nacional continua a melhorar as suas performances no que as marcas dizem respeito. Creio que este estágio deu para aferir o potencia do combinado nacional que vai para os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro com o propósito de conquistar medalhas", asseverou o seleccionador nacional.

Nas últimas três edições, nomeadamente, Atenas, Grécia, 2004, Beijing, China, 2008 e Londres, Inglaterra, em 2012, a Selecção Nacional brilhou, por intermédio do velocista José Armando Sayovo, que hoje ocupa o cargo de conselheiro do Comité Paralímpico Angolano (CPA).A delegação paralímpica segue viagem no dia 21 do mês em curso, para a cidade de São Paulo, Brasil, onde a partir do dia 22 começa a cumprir a derradeira etapa do estágio pré-competitivo.

Administrativamente a direcção do Comité Paralímpico Angolano tem tudo assegurado para que o combinado nacional deixa a capital do país, Luanda, no dia 21.

"Temos tudo preparado para que no dia 21 a Selecção Nacional viaje para São Paulo, onde vai realizara a etapa derradeira do seu estágio pré-competitivo, antes de entrar em cena nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro", garantiu António Manuel da Luz, secretário-geral do CPA.