Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Participantes estrangeiros esperados em Angola

Hélder Jeremias - 19 de Novembro, 2014

Fazenda NNN na Tunda dos Gambos vai registar a primeira prova internacional onde os atiradores angolanos querem se destacar

Fotografia: Jornal dos Desportos

Atiradores sul-africanos, namibianos e portugueses chegam nas próximas horas ao país, para a disputa do Grande Prémio 25 Socolil, a ser disputado de sexta-feira a domingo, no campo de tiro Manuel Inácio Nunes, na Fazenda NNN, localizada na tunda dos Gambos, província da Huila.Organizado pelo Clube de Tiro Socolil e com suporte técnico da Federação Angolana de Tiro, o certame vai marcar o encerramento da época desportiva'2014 e serve também de teste aos atiradores nacionais, ao lado de colegas de grande referência internacional.

O director da prova, Eurico Silva, conta com uma equipa de especialistas para proceder aos trabalhos de manutenção dos modernos equipamentos e apetrechos do melhor fosso olímpico nacional. A organização tem criadas as condições logísticas para acolher o grosso de atiradores, que se juntam no local a partir de sexta-feira de manhã. As regras “a serem aplicadas neste torneio são as que estão  em vigor emanadas da ISSF para a disciplina de Fosso Olímpico. Isso, implica a existência de um júri de prova, composto por três membros, um director de prova, uma comissão técnica composta por três membros, secretariado e uma mesa de controlo de tiro”, lê-se no regulamento.

De acordo com o programa, o torneio de tiro aos pratos vai ter o seu início às 10h00, após a reconfirmação das inscrições e a feitura do sorteio dos atiradores, árbitros, esquema das máquinas (para os dois dias de prova), e o início dos treinos oficiais.O torneio de tiro aos pratos vai ser disputado aos 125 pratos divididos em cinco séries de 25 pratos mais a final. As três primeiras séries da primeira fase de 25 pratos cada, a realizar-se no dia 22, as duas séries da segunda fase bem como a final a realizar-se no dia 23. Em caso de empate, vai ser resolvido de acordo com as regras da ISSF (Shoot-Off).

Está ainda incluído no programa um torneio de tiro nocturno, em que cada concorrente vai ter ao seu dispor o total de 25 pratos, cujo início está marcado para as 19h00 de sexta-feira. Em caso de empate, vai ser aplicada a regra de Shoot-Off.Além dos pratos fornecidos pela organização da prova, os atiradores também podem comprar cartuxos suplementares durante os dois dias de disputa, pelo que qualquer atirador pode utilizar os seus cartuchos desde que obedeçam às condições exigidas pela (International Sport Shooting Federation) para este tipo de competição.O júri da prova é constituído por Ramos da Cruz, Humberto Carvalho e Francisco Gastão. Artur Anastácio, Jorge Perestelo e Paulo Lemos constituem a comissão técnica, Eurico Silva, Paulo Lemos, Vadilson Neves e Jorge Traguedo formam a mesa de controlo.