Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pasma Vanessa faz história

Silva Cacuti - 15 de Maio, 2014

O Progresso Sambizanga, outro representante angolano, vai jogar no grupo A com as equipas camaronesas do FAP e TKC, Asel e Inter Club da República do Congo.

Fotografia: José Soares

A equipa sénior feminina de andebol do Petro de Luanda segue no próximo sábado dia 17, para Brazzaville, onde de 19 a 31 vai competir na Supertaça Babacar Fall e na Taça das Taças. A novidade nesta deslocação do emblema petrolífero é a inclusão no grupo de Pasma Vanessa, a polivalente lateral e a primeira estrangeira a alinhar pelas petrolíferas em provas continentais.

Nesta empreitada africana, Vanessa não vai defrontar a sua anterior equipa, o Africa Sport de Abidjam, que não está inscrita na disputa do troféu.
Com 1,83m de altura, ao lado de Anastásia Sibo, Vanessa vai devolver altura ao centro defensivo da equipa comandada por Vivaldo Eduardo, depois de perder os concursos de Nelma Pedro e Marcelina Kiala, principalmente.

A camaronesa, devido a questões de adaptação, ainda não atingiu os níveis que a equipa técnica pode esperar dela, mas vai ajudar a equipa a atingir outros níveis competitivos. Pasma Vanessa é a primeira estrangeira a actuar no Petro de Luanda, equipa que acumula 19 títulos da Taça dos Campeões Africanos, seis da Taça das Taças e 20 conquistas da Supertaça Africana Babacar Fall.

Outra estreia em competições internacionais pelo Petro de Luanda vai ser de Azenaide Carlos de quem também não se espera que esteja no máximo da sua força, mas é um activo importante para Vivaldo Eduardo. O treinador petrolífero vai lançar atletas jovens como Joana Costa e Ríssia de Oliveira que ascenderam do escalão júnior.

O Petro de Luanda encabeça o grupo B, da Taça das Taças, ao lado das equipas Heritage, HC Nuru, ambas da RDC. Abo Sport do Congo e o Phoenix do Gabão. O Progresso Sambizanga, outro representante angolano, vai jogar no grupo A com as equipas camaronesas do FAP e TKC, Asel e Inter Club da República do Congo.