Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Paulo Silva no Rio de Janeiro

Helder Jeremias - 12 de Maio, 2016

Atirador angolano confirma vaga nos primeiros Jogos Olímpicos

Fotografia: Nuno Flash

O atirador nacional Paulo Silva juntou-se na terça-feira ao leque de atletas angolanos com vaga confirmada nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro'2016, graças ao convite (wild card) recebido do Comité Olímpico Internacional. A instituição responsável pelo evento considerou os mínimos olímpicos (117 pratos) obtidos na Taça de Dubai, disputados em Março de 2015.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, o coordenador da delegação nacional, António Monteiro "Bambino", confirmou que o Comité Olímpico Angolano acusou a recepção do documento e garantiu o accionamento de mecanismos para a formalização e trâmites indispensáveis para a presença de Paulo Silva nas terras do Samba.

Depois de ter marcado presença na maior cimeira desportiva do mundo em Sidney'2000, o convite do COI confirma o prestígio que o tiro angolano granjeia no contexto das nações. Paulo Silva é uma referência no continente africano. Em 2007, arrebatou a medalha de ouro nos Jogos Africanos realizados em Argel, capital da Argélia.

António Monteiro, secretário-geral do COA, reiterou votos de sucessos e agradecimentos pelo empenho do atirador nacional. O desiderato alcançado por Paulo Silva confirma a dedicação dos agentes desportivos, no geral, e dos atletas, em particular, em prol da prossecução dos grandes objectivos do movimento olímpico nacional, de acordo com Bambino.

Monteiro ressaltou que está convicto quanto à presença condigna do atleta nacional no torneio de tiro dos Jogos Olímpicos de Rio de Janeiro, apesar da conjuntura económica. O secretário- geral justifica que "a candidatura de Paulo Silva teve o respaldo positivo, porque reúne as qualidades para a obtenção do cobiçado wild card". Contudo, "está a ser tratada a formalização para a presença ao lado dos demais integrantes da delegação nacional".

O 1º de Agosto não está indiferente ao wild card. O chefe de departamento da equipa do Rio Seco, Humberto Jorge, garantiu que a direcção do clube militar procura arranjar os recursos necessários para que Paulo Silva tenha presença auspiciosa. Para o efeito, promete atribuir condições de trabalho semelhantes aos adversários.

"O potencial de Paulo Silva garante-nos uma participação condigna, mas é necessário que disponha de pressupostos para a materialização do objectivo, ou seja, urge a necessidade de garantir os requisitos técnicos e logísticos", disse Humberto Jorge.Recorda-se que Paulo Silva é o segundo angolano a estrear-se nos Jogos Olímpicos. O primeiro foi Paulo França Guga, em Atlanta'1996.