Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pedro Godinho consolida posição

Silva Cacuti - 23 de Fevereiro, 2017

Pedro Godinho perdeu alguns vice-presidentes com que trabalhou no mandato anterior

Fotografia: Vigas da Purificação

O candidato único à presidência da Federação Angolana de Andebol, Pedro Godinho, e membros da sua lista desenvolvem  um vasto plano de visitas aos associados, que participam nas eleições marcadas para sábado. Hoje, encerra o período de campanha eleitoral, iniciado a 16 do corrente, de acordo com as reformulações ao calendário eleitoral.

Pedro Godinho dividiu a equipa por diferentes províncias, com clubes e Associações inscritas na população votante. Segundo o líder da lista que concorre sem oposição, o objectivo não é a caça ao voto, mas aproximar o elenco dos associados, rever eventuais dúvidas que possam advir da leitura do programa de acção, em posse dos associados.

A jornada começou com uma vasta equipa, liderada pelo candidato a vice-presidente, Zeca Venâncio, a visitar os associados de Luanda. Ao todo, incluída a Associação, Luanda tem 11 votantes e é o maior campo eleitoral.Em Luanda, Zeca Venâncio trabalha com Luzia Bezerra, Tó Araújo, Horácio Feijó, entre outros. Para Benguela vai hoje outro candidato a vice-presidente, Jesus Rasgado, que vai ser acompanhado por Fábia Raposo.

Em Cabinda, trabalha Inocêncio Tomás. José Constantino e António Santos que estão no Huambo. Pedro Godinho vai trabalhar na Huíla e no Namibe.
O calendário eleitoral, inicialmente aprovado, previa eleições a 11 de Março, mas foi alterado em virtude da apresentação de uma única lista, segundo Domingos Pascoal, líder da Comissão Eleitoral.

Amanhã vai ser dia de reflexão, e no sábado, das 9h00 às 12h00 acontecem as eleições. Os resultados vão ser divulgados, oficialmente, na segunda-feira.

Domingos Pascoal confirmou uma população votante constituída por 32 elementos. Depois de Luanda, Benguela tem seis elementos. Huambo, Namibe e Huíla votam com quatro e Cabinda vota apenas com três elementos. Ficam fora do processo eleitoral, por irregularidades, as províncias do Zaire, Cunene, Cuando Cubango, Bié, Moxico, Uíge, Lunda Sul e Malanje.

NACIONAIS
Uíge alberga
\"unificado\"


A Associação dos Desportos Colectivos do Uíge aprimora as condições para apresentar a sua candidatura junto da Federação Angolana de Andebol, para albergar o Campeonato Nacional de Andebol unificado de juvenis em 2018. A informação foi avançada na terça-feira, na cidade do Uíge, pelo presidente da instituição, António Vezua.

O responsável associativo defendeu a necessidade de tornar o andebol cada vez mais nacional. “Verbalmente, já mostrámos a disponibilidade junto da Federação Angolana de Andebol para organizarmos o campeonato nacional de 2018,  vamos voltar a formalizar o interesse por escrito”, frisou.

Quanto ao alojamento da equipas, António Vezua disse não ser preocupação, uma vez que na cidade do Uíge existem condições adequadas para o efeito. A Associação dos Desportos Colectivos do Uíge é constituída pelas modalidades de andebol, basquetebol, hóquei em patins e voleibol

ATLETISMO
Jucelino Bento
eleito em Luanda

A Associação Provincial de Atletismo de Luanda tem deste terça-feira, um novo presidente, em substituição de Agostinho Falcão. Jucelino Bento venceu o seu oponente José Saraiva ao juntar três votos contra dois do seu oponente.

José Saraiva, candidato vencido, aceita os resultados, mas refere nas redes sociais que foi traído pelos funcionários enviados pelos clubes para participar do processo eleitoral. O antigo meio fundista sustentou que os representantes tinham um tipo de orientação em relação ao sentido de voto, mas no local votaram de forma contrária.

Participaram da votação quatro clubes e uma escola, nomeadamente, o Petro de Luanda, Progresso do Sambizanga, Interclube, 1º de Agosto e a Escola Rui Mingas. A Associação Provincial de Atletismo de Luanda atrasou o seu processo de renovação de mandatos e não participou nas eleições da Federação Angolana de Atletismo. Com os novos corpos sociais, está apta para participar das actividades ligadas ao bom funcionamento da Federação.            
SC