Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pedrosa garante pole position

25 de Outubro, 2015

Piloto espanhol confirmou o bom ritmo que vinha exibindo nos treinos livres e garantiu a pole position para a prova de hoje

Fotografia: AFP

O espanhol Dani Pedrosa superou os favoritos ao título da MotoGP ontem e garantiu a pole position na etapa da Malásia, a sua primeira da temporada, no Circuito de Sepang. Líder do campeonato, o italiano Valentino Rossi obteve o terceiro lugar no grid, logo à frente do espanhol Jorge Lorenzo, segundo colocado geral.

Pedrosa, da Honda, confirmou o bom ritmo que vinha exibindo nos treinos livres de sexta-feira. Na última sessão daquele dia, aproximou-se de Lorenzo, o mais veloz, mas não conseguiu superá-lo. Ontem, não apenas foi mais rápido como também bateu o recorde da pista ao registrar 1min59s053.

Quem mais se aproximou do pole foi justamente o seu companheiro de Honda, o também espanhol Marc Márquez. O vencedor da corrida do ano passado anotou 1min59s462 e ficou à frente dos líderes do campeonato. Sem chances de título, Márquez quer ao menos fazer bonito nesta e na próxima corrida, que será a última da temporada.

Valentino Rossi marcou 1min59s726 para ficar com a última vaga da primeira fila do grid. Inconstante na sexta, quando foi melhor no primeiro treino livre, o piloto da Yamaha reabilitou-se neste sábado ao obter o terceiro tempo nos segundos finais do treino, surpreendendo Lorenzo, que já dava como sua a terceira posição.
O vice-líder do campeonato só descobriu que largaria em quarto quando estacionou a sua Yamaha. Com o tempo de 1min59s737, não foi capaz de superar Rossi. Hoje tem que batalhar com o italiano para manter as chances de título na última prova do ano, daqui a duas semanas, em Valência, na Espanha.

O Top 10 do grid será completado pelo britânico Cal Crutchlow, pelos italianos Andrea Iannone e Andrea Dovizioso, pelo espanhol Maverick Viñales, pelo britânico Bradley Smith e por outro espanhol, Hector Barbera. A corrida de hoje está marcada para as 9  horas.

MOTO3
Entretanto, o português Miguel Oliveira, em KTM, vai partir, no domingo, do terceiro lugar da grelha para a corrida de Moto3 do Grande Prémio da Malásia, a 17.ª prova do Mundial de velocidade.

Na prova de qualificação no circuito de Sepang, Miguel Oliveira rodou em 2.12,893 minutos, depois de ter sido o terceiro mais rápido nos treinos livres. O italiano Niccolo Antonelli (Honda) conquistou a 'pole position', com 2.12,653 minutos, seguido do espanhol Jorge Navarro (Honda), com 2.12,700 minutos. Danny Kent, líder do campeonato, vai partir do sexto lugar da grelha.

O britânico Danny Kent pode sagrar-se campeão do Mundo se terminar precisamente em sexto lugar, mesmo que Miguel Oliveira ganhe a prova. O português é o único a ainda poder roubar o título ao seu futuro companheiro de equipa em 2016.


ACUSAÇÕES
Márquez
surpreendido com Rossi


Marc Márquez ficou surpreendido com as acusações de Valentino Rossi, que disparou contra o campeão do Mundo em conferência de imprensa dizendo que o catalão ajudou Jorge Lorenzo durante o GP da Austrália. O bicampeão do Mundo alerta o italiano que ele está a atacar a pessoa errada.

"Fiquei surpreendido. Toda a gente sabe que o Valentino é o número um da psicologia. Manda imensas indirectas que todos percebem e é mestre nas conferências de imprensa. Mas desta vez enganou-se no alvo. Está a colocar pressão em mim quando é ao Jorge Lorenzo que ele tem de vencer", confessou Márquez à imprensa espanhola na Malásia.

Marc Márquez garante que o seu ídolo de sempre continua a merecer respeito. "Rossi continua a ser o maior: dentro e fora das pistas".
Já na sexta-feira, Valentino Rossi confessou manter a sua opinião em relação ao que se passou na Austrália. O italiano sempre foi o ídolo de infância de Marc Márquez, que coleccionava posters e miniaturas das motos do "Doutor", mas o italiano não está convencido de que o bicampeão Mundial torce por ele na luta pelo Mundial de 2015.

O líder do campeonato acusou na quinta-feira o jovem catalão de ajudar o seu rival, Jorge Lorenzo, e garante que não mudou de opinião depois de ouvir a resposta de Márquez. "Sim, estou consciente do que toda a gente tem falado sobre o assunto e do que disse o Marc Márquez, mas eu não mudei a minha opinião de ontem para hoje", garantiu aos microfones da Movistar TV.