Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pena e Faia recebem garantias de apoio

Álvaro Alexandre - 18 de Julho, 2014

Ministro da Juventude e Desportos prometeu apoio aos dois atletas que brilharam recentemente nas competições africanas

Fotografia: Paulo Mulaza

Os especialistas do Ministério da Juventude e Desportos estão a trabalhar para desenvolver o estudo estratégico e produzir diplomas legais visando o aumento da qualidade dos apoios administrativos e financeiros às modalidades individuais. A nova estratégia para o desporto nacional foram avançadas pelo Ministro da tutela, Gonçalves Muandumba, na cerimónia de homenagem realizada na última quarta-feira, na Galeria dos Desportos, na Cidadela Desportiva, aos lutadores angolanos Antónia de Fátima "Faia" e Demarte Pena, ambos campeões africanos.

Gonçalves Muandumba ressaltou que o estudo estratégico vai produzir resultados ambiciosos no ranking internacional e para o efeito Angola vai investir mais no sector individual para melhorar a quantidade de medalhas nas competições africanas, mundiais e nos Jogos Olímpicos.

"Vamos adoptar uma política que valorize o desporto individual. O mundo já o faz e não podemos ser indiferentes ao processo", disse o governante.
Gonçalves Muandumba garantiu apoio à massificação do judo no país.

"Não é fácil falar da Faia. É uma guerreira e pelo excelente percurso trilhado não pode ficar assim. Vamos incentivar a massificação do judo para continuarmos a coleccionar brilharetes no mundo inteiro", prometeu.

Demarte Pena, campeão continental de lutas extremas, e Antónia de Fátima, medalha de ouro do Campeonato Africano de Judo Feminino, disputado de 23 a 27 do mês transacto, nas Ilhas Maurícias, também receberam garantias de apoio do Ministro para continuarem a alcançar resultados satisfatórios.

"Fica aqui reiterado todo o apoio do Estado angolano aos dois guerreiros", reforçou.
O vice-presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Mário Rosa, afirmou que  Antónia de Fátima "Faia" vai beneficiar de uma bolsa da solidariedade olímpica.

"O COA tem um pacote preparado para a Faia para ter uma preparação cuidadosa, visando os próximos Jogos Olímpicos a realizar-se no Rio'2016. Depois dos Jogos Olímpicos vai beneficiar de uma bolsa para um país onde o judo está desenvolvido. Em Angola, a judoca não tem possibilidades de evoluir", reconheceu.

O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba aproveitou o acto de homenagem aos campeões africanos para proceder à entrega dos prémios correspondentes às conquistas. A legislação vigente no país orienta o órgão reitor do desporto nacional honrar os beneficiados, que conquistem a medalha de ouro nas competições internacionais, com um prémio avaliado em nove mil dólares norte-americanos (cerca de 900 mil kwanzas).