Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pérez elogia quadro técnico da India

10 de Agosto, 2014

Piloto mexicano tem alternado com maus e bons momentos na presente temporada da Fórmula 1 mas acredita que pode melhorar a sua perfomance nas próximas provas

Fotografia: AFP

Sergio Perez afirma que a engenharia da Force India está ao mesmo nível que a da McLaren, equipa que ele defendeu em 2013. O mexicano, de acordo com o site da revista “Autosport”, elogiou a qualidade dos elementos do corpo técnico da formação da Vijay Mallya.

“Acho que a equipa em si tem óptimas pessoas, grande potencial e está bastante motivada. Estamos sempre em busca do sucesso e de fazer o nosso melhor, o que lhe dá muita motivação”, disse.

“Todos os engenheiros são de topo, do mesmo nível da McLaren, que provavelmente tem os melhores engenheiros da categoria”, acrescentou.
Para o mexicano, se a equipa tivesse conquistado alguns pontos que desperdiçou, ela ia estar a lutar em igualdade de condições com a Williams, actual terceira colocada na temporada.

“Nós, como equipa, estamos a fazer um bom trabalho. Infelizmente, a minha temporada até agora tem sido de altos e baixos, com alguns problemas técnicos no começo do ano. Perdi a corrida na Malásia por causa disso, tivemos problemas com a electrónica em algumas classificações e envolvi-me em alguns incidentes”, contou.

“Devia ter pelo menos 20 ou 30 pontos a mais do que tenho neste momento. Portanto, há coisas frustrantes, mas o aspecto positivo é a velocidade que estamos a mostrar constantemente nas corridas”, concluiu.

MUDANÇA EM MONZA
GERA MAIS POLÉMICA

A pausa da Fórmula 1 para as férias de verão na Europa gerou uma polémica na pista de Monza. A tradicional curva Parabólica perdeu boa parte da brita na sua área de escape e recebeu uma camada de asfalto. A modificação, é claro, revoltou os seguidores da categoria, alegando que ela vai diminuir os desafios que eram impostos no traçado tradicional.

“Por que diabos eles acabam com o desafio na Fórmula 1? Desta vez é Monza que está a tornar a Parabólica mais fácil”, disse a jornalista do “Sport Bild”, Bianca Garloff, na sua conta no twitter.

Por sua vez, o correspondente da “Autosprint”, Roberto Chinchero, garante que a alteração foi feita a pedido da FIA, para dar mais segurança aos pilotos, só que apenas um pequeno trecho foi asfaltado e agora, “um pequeno erro deixou de implicar um acidente perigoso”, comentou.


Novo contrato
Fernando Alonso desmente rumores


Fernando Alonso desmentiu as últimas notícias veiculadas nas últimas semanas que dizem respeito ao seu futuro na Fórmula 1, através da sua conta no Twitter. A julgar pelas suas palavras, o piloto espanhol ainda não tem nada decidido. O seu actual contrato com a equipa da Ferrari tem validade até ao final de 2016.

“Uma coisa não verdadeira, mesmo que seja copiada mil vezes, continua a ser falsa. É sempre bom lembrar isso”, postou o bicampeão mundial na rede social, de forma genérica.

As informações, sobretudo em Itália, indicam que o piloto quer receber cerca de 35 milhões de euros anuais para renovar o seu acordo com a equipa de Maranello. Ou seja, algo como 105 milhões de euros por temporada — um dos maiores salários da história da categoria. O novo acordo valeria entre 2017 e 2019.

Outros rumores que circulam pelo paddock indicam que Alonso está a negociar também o seu regresso à equipa da McLaren, onde correu no campeonato de 2007. Além disso, o asturiano parece ter demonstrado interesse pela Williams, que tem mostrado uma evolução notável este ano.

O Campeonato do Mundo regista uma pausa devido às férias de verão na Europa. A próxima corrida do ano realiza-se no próximo dia 24, no circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica.