Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Peruana conquista ouro e brasileiras saem do pdio

29 de Julho, 2019

Gladys Tejeda conquistou a primeira medalha de ouro para o pas anfitrio nos Jogos Pan-Americanos

Fotografia: AFP

A peruana Gladys Tejeda conquistou a primeira medalha de ouro para o país anfitrião nos Jogos Pan-Americanos de Lima na maratona feminina, ao vencer a prova em 2 horas 30 minutos 55 segundos. A medalha de prata ficou com a americana Bethany Sachtleben e a de bronze com a colombiana Angie Orejuela. 

Numa prova com o ritmo forte, a atleta do Peru conseguiu bater o recorde que pertencia à brasileira Adriana Aparecida, de 2 horas, 35minutos e 40 segundos.As brasileiras Valdilene Silva e Andreia Hessel chegaram a ocupar as primeiras posições na primeira parte da prova, mas não conseguiram o pódio, deixando o Brasil sem medalhas na maratona feminina pela primeira vez desde Mar del Plata-1995. 

As últimas duas edições dos Jogos Pan-Americanos haviam sido vencidas pela brasileira Adriana Aparecida. Desde 1999, sempre houve brasileiras entre as atletas medalhadas. Depois de ter disputado as primeiras posições, Valdilene completou a prova em sexto lugar e explicou a dificuldade que teve por causa do percurso com voltas. Andreia completou na oitava posição, embora um problema na transmissão no chip tenha deixado de computar seu resultado no momento em que ela concluiu a prova.

“A gente tentou fazer uma prova baseada no ritmo que a peruana ia impor, ela tem característica de sair muito rápido no início da prova, então para não perder o contato logo de inicio a gente tentou ao máximo estar o tempo todo perto dela. É novidade para mim correr maratona em um circuito com muitas voltas, dificulta equilibrar o ritmo. Treinei muito para conquistar essa medalha, acho que fiz uma grande prova olhando para o tempo final, fiquei muito próxima da minha melhor marca desse ano”, afirmou.

Gladys Tejeda assumiu a liderança pouco antes da metade e conseguiu disparar depois de superar a brasileira Valdilene, que chegou correr na primeira posição nos primeiros 15 quilómtros, conseguiu sustentar a segunda posição até os 32, quando perdeu ritmo no trecho de subida enquanto era pressionada pelas americana Sachtleben e Roecker.

 

PROVA MASCULINA

Já na maratona masculina também foi vencida por um peruano, Christian Pacheco, que completou a prova com tempo recorde de 2 horas 9 minutos e 31 segundo, seguido por dois mexicanos que completaram o pódio, Jose Luis Santana em segundo e Juan Joel Pacheco em terceiro lugar, respectivamente.