Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro de Luanda e 1º de Agosto agitam Cidadela

Francisco Carvalho - 09 de Novembro, 2015

Diante do Petro de Luanda, a terceira força da modalidade, pode não haver a oportunidade de empate.

Fotografia: AFP

Petro de Luanda e 1º de Agosto centralizam hoje, no anexo da Cidadela Desportiva, em Luanda, as atenções da quarta jornada do campeonato nacional sénior masculina de hóquei em patins, que se disputa até o dia 28 do corrente. Com planteis e objectivos diferenciados, a partida tem condimento para atrair os adeptos da modalidade.

O terceiro e o primeiro classificados entram na quadra com motivações diferentes, resultantes da jornada anterior. O Petro de Luanda venceu a equipa do Exército por 6-3 fora de casa e o 1º de Agosto empatou com o Académica de Luanda a dois golos.Os petrolíferos perderam o fulgor dos tempos idos, mas o coração de chama acesa permanece. A nova juventude pretende inflamar os militares, que ainda não se refizeram do empate na jornada anterior.

Liderados pelo técnico António Gaspar, o 1º de Agosto apresenta o melhor hóquei em patins na actualidade no país. Os militares são potenciais vencedores da partida e o técnico promete adoptar nova postura técnica e táctica. Na jornada anterior, a equipa do Rio Seco voltou a cometer os mesmos erros feitos na Taça de Angola e pagaram o preço da distracção. Diante do Petro de Luanda, a terceira força da modalidade, pode não haver a oportunidade de empate.

No percurso da competição, o 1º de Agosto venceu a Académica do Lobito por 7-2 e na segunda, derrotou o Hóquei 2000 por 8-4. Noutras partidas da terceira jornada, Sagrado Coração derrotou o Hóquei 2000por 6-4 e O Estado Maior empatou com a Académica do Lobito por 6-6. À entrada da quarta jornada, o 1º de Agosto lidera o campeonato nacional sénior masculino com sete pontos, seguido da Académica de Luanda (7), Petro de Luanda (6), Sagrado de Jesus (6), Exército (3), Estado Maior (1), Académica do Lobito (1) e Hóquei 2000 (0).
FRANCISCO CARVALHO