Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro tenta evitar ciclo de derrotas

Silva Cacuti - 02 de Março, 2016

Petro de Luanda joga em casa mas sem tirar benefícios devido à capacidade irrisória do recinto do Catetão

Fotografia: José Cola

Aproximadamente um ano depois da última vitória sobre o 1º de Agosto que lhe valeu a conquista do campeonato provincial, a equipa sénior feminina de andebol do Petro de Luanda procura hoje novo triunfo sobre as rivais, em partida que vai marcar, às 18 h00 no campo do Catetão,  a primeira jornada da 1ª fase do campeonato provincial sénior feminino de andebol.

Qualquer das equipas tem presente o último jogo entre si, para a Supertaça Francisco Almeida, em que diante de uma equipa muito recheada de estrelas, as petrolíferas quase  que foram um desmancha prazeres. Se foi inspiração de um primeiro jogo da época ou se as "meninas" quiseram mesmo contrariar a lógica do favoritismo.

O Petro joga em casa, mas este dado pode não beneficiar dada a capacidade irrisória do recinto em acolher o público. A verdade é que o Petro de Luanda, de Vivaldo Eduardo, apresentou-se com um plantel recheado de neófitas, enquanto Filipe Cruz, do 1º de Agosto, está no conforto de alinhar Natália Bernardo e Cristiane Mwasesa, duas das melhores jogadoras do continente.

No lado Petrolífero Didi e Isabel Fernandes ainda não são opções para o treinador. Noutro jogo do dia, o ASA defronta a equipa da Marinha de Guerra em partida que vai lançar José Terça "Shuma" à frente das Marinheiras. Treinado por Albertino Oliveira, o ASA tem no seu grupo de trabalho muitas das atletas com que chegou à final do campeonato nacional de juniores em que perdeu com o Petro de Luanda.

O Progresso do Sambizanga, outra grande atracção da prova e que deve apresentar com novo rosto e filosofia de trabalho, estreia-se na sexta-feira, por imperativos do calendário.  O campeonato, tal como no ano passado, é disputado por cinco equipas.

MASCULINOS
TAMBÉM JOGAM   

Uma cópia em papel químico da equipa feminina do Petro de Luanda é o que se pode dizer da equipa petrolífera, no sector masculino. Desprovido dos préstimos de Fankoua William, camaronês e o francês Pierre Malfoy ,o Petro de Luanda tem ainda os veteranos Francisco

Marçal, Nelson Varela e Filipovic António para tentar contrapor um 1º de Agosto com atletas super-motivados, não só pela conquista recente da Supertaça, mas também porque grande parte deles estiveram envolvidos na conquista do terceiro lugar continental pela selecção nacional de seniores.

O calendário da primeira jornada masculina fica completo com a partida que vai opor o Interclube à Marinha de Guerra. É um jogo para o Interclube de Alexandre Machado, que deve contar já com os préstimos de Adelino Pestana "Amarelo" que não participou, por doença, na derrota da sua equipa para o 1º de Agosto, na Supertaça Francisco de Almeida.

Aliás, o Inteclube mantém a experiência do plantel do ano passado, excepções feitas às saídas de Fernando Teka e Edson Faustino.
A equipa da Marinha pode ainda ressentir-se da saída do seu guarda-redes Gilberto Figueira, que actuou na Supertaça para o 1º de Agosto.