Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petrolíferas procuram vitória no Congo

Silva Cacuti - 21 de Maio, 2014

A caçule das irmãs Kiala Natália Bernardo volta a estar em evidência como a melhor atleta angolana nos últimos dois anos

Fotografia: Paulo Mulaza

Cumprida a primeira missão, consubstanciada na conquista da Supertaça africana de andebol "Babacar Fall", a equipa sénior feminina do Petro de Luanda defronta hoje, às 9h00, em Olombo, na cidade congolesa de Oyo, a equipa do TKC dos Camarões para a primeira jornada do grupo B da 30ª edição da Taça das Taças africanas iniciada ontem.

Na disputa da Supertaça, destaque para o desempenho da camaronesa Pasma Vanessa que se apresentou como petrolífera a marcar quatro golos.Trata-se de uma estreia auspiciosa que fazem os analistas concluir que Vivaldo Eduardo tem um "reforço", no verdadeiro sentido da palavra. Outra estreia em provas africanas no plantel do Petro de Luanda, Azenaide Carlos, também apontou quatro golos.

Mais uma vez, foi Natália Bernardo  com sete golos foi quem comandou as petrolíferas na vitória continental. Magda Cazanga cinco e Luisa Kiala quatro foram outras marcadoras de serviço. Ao intervalo, as petrolíferas venciam já por 17-12 e trataram de gerir o jogo no segundo turno, fase em que as angolanas deram a iniciativa do jogo às caseiras e exploraram o jogo do contra-ataque.

As congolesas, mesmo reforçadas com uma atleta que evolui em França, falharam a pretensão de conquista da Supertaça. Quanto à Taça das Taças, depois de reestruturado o quadro de participantes em virtude da desistência à última hora das equipas do Nuru e Heritage da RDC, o Petro de Luanda defronta o TKC, a campeã e principal subsidiária de atletas à selecção dos Camarões. Outras equipas agrupadas na "poule" B são o Phoenix do Gabão e Abbo Sport do Congo.

Quanto ao Progresso Sambizanga, a sua estreia é difícil diante do Inter do Congo. Depois de falhar a conquista da Babacar Fall às mãos de uma equipa angolana, vai "descontar" nas sambilas, menos experientes nas andanças africanas. No entanto, Armando Ngumbe, treinador sambila, tem trunfos na manga, como são os casos das congolesas Alfonsine Ngoulou e Mpima Natacha que já integraram o plantel do Inter do Congo e podem desfazer as armações do seu ex-técnico.

Amanhã, o Petro de Luanda defronta na segunda jornada, o Phoenix e o Progresso  Sambizanga, o Fap dos Camarões. No dia 23, as petrolíferas folgam, enquanto as comandadas de Armando Ngumbe defrontam o FAP dos Camarões. O Petro de Luanda fecha a fase preliminar diante do Abbo Sport do Congo, equipa reforçada com as congolesas democráticas Cristine Mwasessa (Tollon) e Edrige Mavongo (Dijon), no dia 24.