Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pilotos ensaiam no Circuito de Jerez

04 de Maio, 2019

O piloto portugus, rodou em 1m40.313s, quedou-se pelo 23 posto

Fotografia: AFP

Foi bem calma, ontem, a primeira sessão de treinos livres para os pilotos de MotoGP no circuito de Jerez-Ángel Nieto, naquela que é a quarta ronda da temporada de 2019.
Miguel Oliveira voltou a rodar numa pista, onde já tinha estado anteriormente com o protótipo de MotoGP da KTM, mas não teve uma sessão nada fácil. O piloto português, rodou em 1m40.313s, quedou-se pelo 23º posto, isto apesar de ter batido por mais de 0.7s o seu colega de equipa, Hafizh Syahrin. O malaio ficou com a ‘lanterna vermelha’ do treino e continua irreconhecível com a KTM.Ao contrário do que tem sido habitual, desta feita Miguel Oliveira ficou mais longe dos pilotos oficiais da KTM, Pol Espargaró e Johann Zarco, que quedaram-se pela 12ª e 17ª posições, respectivamente. O luso ficou a mais de um segundo desta dupla.
No topo da folha de tempos foi Marc Márquez a ditar o rumo dos acontecimentos. O piloto da Honda rodou em 1m37.921s e bateu por 0.124s um renascido Jorge Lorenzo. Colega de equipa de Márquez, Lorenzo parece estar de volta ao seus melhores momentos, após um início de época muito duro, e logo numa pista onde costuma ser muito  competitivo.Maverick Viñales foi o terceiro e o melhor piloto Yamaha, marca que utilizou neste treino um ‘spoiler’ traseiro semelhante ao usado pela Ducati e que tanta polémica tem dado. Takaaki Nakagami confirmou a boa manhã da Honda ao ser quarto, enquanto Andrea Dovizioso completou o top cinco, sendo a melhor Ducati em pista. O mais forte dos estreantes foi Fabio Quartararo, em sexto.Quem esteve muito apagado foi Valentino Rossi, apenas 18º, a quase um segundo e meio do primeiro lugar. A Suzuki, vencedora em Austin, também teve um início morno, com Álex Rins no 10º lugar e Joan Mir em 13º.