Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pilotos nacionais projectam segunda edio do GP Cuanza-Sul

Hlder Jeremias - 29 de Setembro, 2018

O secretrio-geral da Federao Angolana de Desportos motorizados, Isaque Rodrigues

Fotografia: Jornal dos Desportos

A resolução de questões técnicas e administrativas, inerentes a realização de um evento de elevado espectro, centralizam a agenda de trabalhos dos efectivos da Associação Provincial dos Desportos Motorizados do Cuanza-Sul, com vista a realização da quarta jornada do Campeonato Angolano de Velocidades, agendada para os dias 20 e 21 de Outubro, no Autódromo de Belas, em Luanda.
Denominado Grande Prémio Cuanza-Sul, o certame é realizado pela segunda vez consecutiva na capital do país, em virtude da província do Cuanza-Sul ainda não contar com um circuito fechado, para acolher provas nas classes distintas de automobilismo e motociclismo, em que estão inseridos os pilotos nacionais mais sonantes.
Sobe a égide da Federação Angolana de Desportos Motorizados, o evento é promovido pelas autoridades da província do Cuanza-Sul, no âmbito das festividades daquela urbe, razão pela qual várias pessoas residentes na província anfitriã se deslocam à capital do país, para testemunhar a contenda entre os mais audazes pilotos da praça nacional.
De acordo com uma nota enviada ao Jornal dos Desportos, a prova do Cuanza-Sul é realizada em substituição do Grande Prémio de Luanda, que deveria ter lugar no mesmo local nos dias 23 e 24 de Outubro, mas que razões de força maior, estão por de traz do adiamento sine die da empreitada luandense.
\"A FADM apela a compreensão de todos os dirigentes, praticantes e adeptos do desporto motorizado nacional, no sentido de, face as dificuldades conjunturais, mantermos a coesão por todos sempre manifestada em prol do desenvolvimento da modalidade, cuja paixão nos une\", lê-se na nota.
O Jornal dos Desportos apurou, que a organização tem em forja a criação de uma equipa de especialistas na manutenção de circuitos, cuja missão se consubstancia na colocação de asfalto nas zonas mais críticas do circuito, assim como na reparação das áreas de serviço, para que as equipas e o público tenham um agradável acolhimento.
O automobilismo nacional tem atravessado momentos difíceis, em função dos altos custos dos equipamentos e peças sobressalientes, numa altura em que o país ainda se encontra numa situação económica caótica, mas os amantes da velocidades continuam a dar o melhor de si, para proporcionarem aos seus prosélitos espectáculo de boa qualidade.
As províncias do Namibe, Benguela, Huíla Huambo e Luanda constituem os principais pólos de desenvolvimento do automobilismo nacional, destacando-se pela realização anual das provas denominadas Grande Prémio Festas Mar, GP Cidade de Benguela, GP 200km Huila, GP Cidade Vida e GP Juventude.
O secretário-geral da Federação Angolana de Desportos motorizados, Isaque Rodrigues \"Zazá\", esta a envidar um grande esforço junto das associações, no sentido de averiguar a viabilidade da realização das actividades constantes no calendário da época 2018, antes da segunda quinzena de Dezembro.
HJ