Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pilotos preparam físico no ginásio da Sistec

Helder Jeremias - 09 de Janeiro, 2017

Ao todo foram disputadas oito provas no circuito Jorge Varela, uma na Centralidade do Kilamba e duas na cidade de Ndalatando, província do Cuanza Norte.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Depois do merecido descanso, o ginásio da SISTEC está disponível para receber a partir de hoje os actores das acrobacias no quadro da preparação física. Os treinos de pilotos inserem-se na recuperação de força e resistência, com vista o Campeonato Provincial de Motocross de Luanda da época 2017 agendado a partir da primeira quinzena de Março, no circuito Jorge Varela, ao bairro do Gamek.

No primeiro dia, a sessão de preparação é dominada pelos exercícios leves de corrida, no tapete rolante, aeróbico e anaeróbico no espaço cedido pela entidade patrocinadora do motocross de Luanda. Até à abertura do campeonato, os pilotos devem dispor de boa condição física para buscar as performances excelentes para  cada prova.

Para a presente época, há a probabilidade da Federação Angolana de Desportos Motorizados, em parceria com a Associação de Luanda,  de criar mais uma competição (nacional) de motocross que  exige aos pilotos mais esforço. O estudo de viabilidade para o lançamento da Campeonato Angolano de Motocross decorre a bom ritmo. As responsabilidades dos pilotos são acrescidas em função do volume de provas.

Depois do "aperto do cinto" em 2016, os dirigentes desportivos perspectivam uma época mais desafogada em 2017. Os sinais de recuperação económica do país podem traduzir-se na contratação de mais jovens talentosos. Equipas bem estruturadas traçam estratégias para a conquista do título.

A manutenção do lugar na grelha de partida está a tirar o sono aos pilotos. Ricardo Jorge, Custódio Neto, Humba Carlos, Augusto Congo, Zé Cazenga entre outros nomes sonantes da categoria "rainha",  de 250cc, apregoam lutar com tenacidade pela conquista do título. Para o sucesso da competição de 2017, a Associação de Luanda empenha-se na preparação de meios técnicos para fornecer motorizadas às potenciais equipas.

Por outro lado, os testes médicos e técnicos vão realizar-se nos próximas horas para conferir boa qualidade à classe de pilotos. Carlos Soweto, presidente da Associação de Motocross de Luanda, voltou a reiterar a disponibilidade da instituição em realizar provas em todas as províncias do país. Para o efeito, apela às entidades responsáveis a criarem as condições logísticas e técnicas. O convite deve ser endereçado com a devida antecedência.

Em 2016, Zé Cazenga venceu o Campeonato Provincial de Motocross de Luanda da categoria 250cc e Edson Miranda, a de 450cc (moto4). Ao todo foram disputadas oito provas no circuito Jorge Varela, uma na Centralidade do Kilamba e duas na cidade de Ndalatando, província do Cuanza Norte.
HJ