Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pimenta começa a montar estratégia para o Africano

Álvaro Alexandre - 15 de Maio, 2013

Manuel Pimenta, dirigiu ontem, no Centro de Alto Rendimento de Angola

Fotografia: Jornal dos Desportos

O primeiro encontro decorreu num ambiente de muita animação. O técnico Manuel Pimenta, que orientou a sessão da manhã, começou com o teste cuper, no qual analisou a condição física dos mesatenistas cadetes e juniores que participaram em Abril no Campeonato Africano de categorias, disputado na cidade Nabeul, Tunísia. Após a conclusão do trabalho de avaliação, Manuel Pimenta disse que os atletas estão com um nível aceitável.
“Os níveis físicos dos cadetes e juniores que estiveram no Africano da Tunísia satisfazem. O período de repouso de que beneficiaram após o regresso da competição continental em nada prejudicou”, disse.

Os atletas seniores apenas fizeram o primeiro treino no período da tarde. O seleccionador nacional disse que os atletas seniores Hermenegildo Agnelo e Jackson Nazaré (ambos da Universidade Privada de Angola), Domingos Manuel e Valdemar Cassanga (da Anglodente) foram dispensados por motivos profissionais.
Além da avaliação da condição física, os atletas também realizaram trabalho com bola. “Os jogadores fizeram serviço, devolução de serviço, controlo de bola sobre a mesa, consistência da bola na mesa e top spin (tomada de iniciativa sobre a bola)”, concluiu.

A pré-selecção nacional masculina está integrada por Hermenegildo Agnelo e Jackson Nazaré (UPRA), Domingos Manuel e Valdemar Cassanga (Anglodente). O grupo é reforçado com os mesatenistas cadetes e juniores da Escola de Ténis de Mesa de Luanda, destacando-se Edvane Neto, José Domingos, Elizandro André e Aléssio Peter.
Neste conjunto vão ser escolhidos os cinco mesatenistas que vão para a Tunísia, com a finalidade de participar no Africano de Brazzaville.
A selecção Nacional feminina é constituída por Maria Samalinha (Clube Desportivo da Huíla), Ruth Tavares e Isabel Albino, ambas do Escola de Ténis de Luanda.


Venus tomba na estreia
e evita duelo com Serena


A experiente Venus Williams não resistiu à juventude de Laura Robson, na segunda-feira, e foi eliminada na estreia no Torneio de Roma. Aos 32 anos, a norte-americana não conseguiu vencer sequer um set contra a britânica de 19 anos e foi derrotada por 6-3 e 6-2.
Com a derrota, Venus evitou um confronto com a irmã Serena, actual número 1 do mundo, logo na segunda ronda. A estreia de Serena, contra Laura Robson, deve acontecer apenas hoje. A norte-americana vem embalada pelo título conquistado em terra batida de Madrid, no passado domingo.
Robson, por sua vez, mostrou mais um sinal de evolução no circuito. Na semana passada, ela já havia surpreendido ao despachar a polaca Agnieszka Radwanska, número quatro do mundo. E deu trabalho para a ex-número 1 Ana Ivanovic antes de ser eliminada em Madrid.

Actual 10ª colocada do ranking, a australiana Samantha Stosur confirmou o favoritismo sobre Su-Wei Hsieh, de Taiwan, e atingiu a segunda jornada com o placar de 6/2 e 6/3. A próxima adversária é a chinesa Shuai Peng, algoz da romena Monica Niculescu (4/6, 6/3 e 6/2).
A espanhola Garbine Muguruza superou a francesa Mathilde Johansson por 1/6, 6/0 e 6/2 e vai defrontar a russa Maria Sharapova. Vice-campeã em Madrid, a número dois do mundo estreia-se apenas na segunda jornada.


Julgamento de Tomic
adiado para Outubro

O julgamento de John Tomic, pai e treinador do tenista Bernard Tomic, acusado de agressão, foi adiado para Outubro próximo.
A alteração da data deve-se ao facto de Thomas Drouet, que alega ter sido atacado por John, não ter estado presente ontem em Madrid.
Parceiro de treino de Bernard, Drouet acusa que o pai do companheiro lhe deu uma cabeça fora do hotel em que estava hospedado na capital espanhola.
Em audiência realizada na semana passada, Tomic defendeu-se afirmando que agiu em legítima defesa. Ainda assim, o treinador foi suspenso pela ATP.

Segundo o tenista monegasco, ele já vinha sendo ofendido e sofria humilhações desde que começou a treinar com o australiano, no início do ano. Inclusive, afirmou que também viu o pai a agredir o filho.
Na ocasião da agressão, Drouet foi atingido no rosto. Fracturou o nariz e ficou desacordado, sendo encontrado por um preparador físico posteriormente.