Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Piscina do Alvalade clama por obras de restauração

Rosa Panzo - 15 de Maio, 2016

Infra-estrutura acolhe em Dezembro os Jogos da SADC e precisa de obras

Fotografia: Kindala Manuel

O facto foi revelado ontem ao Jornal dos Desportos, pela vice-presidente da Federação Angolana de Natação, Ana Lima.

A responsável federativa afirmou que dada a situação de crise financeira que o país vive, resultante da queda do barril de petróleo no mercado internacional, a direcção da Federação está a ensaiar alternativas para  os trabalhos preparatórios, tendo em vista os jogos da SADC .

"Recebemos um orçamento reduzido,  de momento não é suficiente para suportar as despesas da FAN, mas estamos a analisar alternativas".

A dirigente salientou que os Jogos da SADC por serem de nível III tem mais exigências com relação aos torneios da zona  IV, que o país acolheu no ano passado.

 " Aquando da realização do zonal IV, a piscina sofreu obras de restauração, mas para os jogos da SADC as exigências são maiores, por tratar-se de um torneio de nível III", referiu.

Para acolher os jogos da SADC, a Piscina de Alvalade tem de melhorar os seus serviços nos trabalhos de quebra ondas e cronometragem.

 " É necessários que haja quebras ondas, serviço que torna as provas mais rápidas pelo processo de ondas, cronometragem electrónica e outros serviços que a piscina do Alvalade ainda não oferece, mas que podem ser melhorados ", referiu.

Para alcançar os mínimos, A e B definidos pela organização, que qualifica os atletas  para a integração na selecção de sub-20, os nadadores trabalham nos seus clubes, acompanhados pelos respectivos técnicos.

Os Jogos da SADC vão ser disputados nas modalidades de natação, futebol, basquetebol, atletismo, ténis e boxe.

Integram a SADC:  Angola, África do Sul, Botswana, Ilhas Maurícias, Ilhas Seychelles, Lesoto, Namíbia, Madagáscar, Malawi, Moçambique, RD Congo, Suazilândia, Zâmbia e Zimbabwe.