Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Platini faz discurso

08 de Setembro, 2016

Platini prefere reservar as palavras para os representantes das federações nacionais

Fotografia: AFP

Michel Platini foi convidado pelo Comité Executivo da UEFA a fazer um discurso de despedida a 14 de Setembro, em Atenas, no Congresso Extraordinário do organismo, que vai eleger o seu sucessor na presidência.Um assessor do francês disse à agência AFP, que Platini vai colocar o seu mandado à disposição do congresso, e "agradecer a confiança" que os membros do futebol europeu depositaram em si.

Platini, presidente da UEFA desde 2007, apresentou a demissão do cargo a 09 de Maio deste ano, depois do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) decidir pelo seu afastamento por quatro anos, de todas as actividades ligadas ao futebol.O antigo capitão da selecção francesa foi inicialmente suspenso, por oito anos, na sequência da divulgação pública de um pagamento de cerca de dois milhões de francos suíços que recebeu do então presidente da FIFA, com base num contrato oral firmado com Joseph Blatter, que configura um conflito de interesses.

Na sequência da decisão do TAS, Platini anunciou a intenção de “renunciar formalmente” ao cargo de presidente da UEFA, no Congresso de 14 de Setembro.Na eleição de Atenas, cada uma das 55 federações dispõem de um voto."Platini prefere reservar as palavras para os representantes das federações nacionais,em vez de promover uma conferência de imprensa", explicou o assessor.

FUTEBOL
Árbitra espanhola
expulsa espectador


Uma árbitra de futebol interrompeu um jogo, porque um espectador mandou-a “lavar pratos”, e não retomou a partida até que o homem fosse expulso do Estádio, divulgou hoje a agência EFE.Marta Galego arbitrava o encontro  EU Valls e o Cambrils Unió, na primeira jornada das divisões regionais de Espanha, quando se sentiu insultada por um espectador, depois de uma decisão sobre um lance da partida.A árbitra dirigiu-se à delegação do EU Valls que era anfitrião do jogo, e exigiu que o homem fosse expulso.Quando a partida recomeçou, Marta Galego e os restantes elementos da equipa de árbitros foram ovacionados de pé.