Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Porto e Benfica jogam nos "quartos"

19 de Janeiro, 2015

A equipa de Tó Neves entrou melhor e terminou a primeira parte a vencer por 2-1,

Fotografia: AFP

O FC Porto empatou este sábado 5-5 no reduto dos italianos do Valdagno e garantiu a vitória no Grupo D da Liga Europeia de hóquei em patins, marcando encontro nos quartos de final com o Benfica. A equipa portista soma 12 pontos, logo seguida pelo Valdagno, com nove, mas com vantagem no confronto directo, pelo que até pode perder na recepção ao La Vendéenne, em embate da sexta e última jornada da fase de grupos.

A equipa de Tó Neves entrou melhor e terminou a primeira parte a vencer por 2-1, com golos de Hélder Nunes e do ‘capitão’ Reinaldo Ventura. o segundo tempo, o equilíbrio foi a palavra de ordem e o encontro foi disputado até ao último minuto, uma vez que os portistas apenas garantiram o empate a 45 segundos do fim, com um golo de Rafa.

Na sexta e última jornada desta fase da prova, o FC Porto recebe o La Vendéenne, a 07 de Fevereiro. No grupo B, o Valongo, já sem qualquer possibilidade de seguir para a fase seguinte da prova, somou a quarta derrota, em cinco jogos, frente ao Breganze, por 5-3, contabilizando apenas um ponto. ela equipa portuguesa marcaram Gonçalo Suíças e Nuno Araújo (dois golos). Pelos italianos facturaram o português Sérgio Silva (dois tentos), Gaston de Oro (dois) e Jordi Adroher.

BARCELOS   

O Hóquei de Barcelos venceu este sábado no reduto do Cronenberg, da Alemanha, por 5-2, em jogo da primeira mão dos oitavos de final da Taça CERS em hóquei em patins. A formação portuguesa, comandada por Paulo Freitas, sentiu algumas dificuldades durante o primeiro tempo, altura em que o Cronenberg não deixou o Hóquei de Barcelos afastar-se no marcador.

Ao intervalo, a partida estava empatada 2-2, com golos de Hugo Costa e Miguel Vieira, para a equipa portuguesa, e de Marco Bernadowitz e Benjamin Nusch, para os alemães. No segundo tempo, os minhotos entraram mais fortes e Luís Querido e Hugo Costa, a ‘bisar’, fecharam a contagem.

A patinadora artística italiana Carolina Kostner foi suspensa por 16 meses, por cumplicidade no caso de dopagem do seu antigo companheiro, o também italiano Alex Schwazer, campeão olímpico de marcha em 2008. O Comité Olímpico Italiano (CONI) censura à medalhada de bronze em Sochi 2014 ter ajudado Schwazer quando este tentava escapar a um controlo antidoping em 2012, em Oberstdorf (Alemanha) e de não ter colaborado com os investigadores.

A acusação do tribunal antidopagem do CONI pediu em Novembro uma suspensão de quatro anos e três meses, mas o tribunal decidiu-se por um castigo mais reduzido. O advogado de Carolina Kostner já anunciou à imprensa italiana que vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

ITÁLIA
Patinadora
suspensa


A patinadora artística italiana Carolina Kostner foi suspensa por 16 meses, por cumplicidade no caso de dopagem do seu antigo companheiro, o também italiano Alex Schwazer, campeão olímpico de marcha em 2008. O Comité Olímpico Italiano (CONI) censura à medalhada de bronze em Sochi 2014 ter ajudado Schwazer quando este tentava escapar a um controlo antidoping em 2012, em Oberstdorf (Alemanha) e de não ter colaborado com os investigadores.

A acusação do tribunal antidopagem do CONI pediu em Novembro uma suspensão de quatro anos e três meses, mas o tribunal decidiu-se por um castigo mais reduzido. O advogado de Carolina Kostner já anunciou à imprensa italiana que vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).