Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pré-olímpico credencia agentes

Silva Cacuti - 15 de Março, 2015

Selecção Nacional que cumpriu estágio na Holanda chega hoje ao país onde vai dar seguimento da sua preparação para o torneio pré-olímpico

Fotografia: Jornal dos Desportos

Começou ontem o processo de credenciamento dos agentes para o torneio pré-olímpico que Luanda acolhe de 18 a 22 do corrente. No primeiro dia foram credenciados membros da organização e o processo continua, até estarem credenciados atletas, motoristas, protocolo, dirigentes, escuteiros e pessoal médico e de segurança.

Hoje fica concluída a marcação do piso do Pavilhão Principal da Cidadela. A anterior marcação foi removida para que a sala tenha  apenas uma marcação, de andebol. A prova está à porta. Segundo o plano de chegada das selecções nacionais apresentado por Ilídio Cândido, a Selecção Nacional, que cumpriu estágio na Holanda, chega hoje de manhã ao país. No resto do dia as jogadoras ficam dispensada e voltam a concentrar-se amanhã, por volta das 12h00.  Das equipas forasteiras a Tunísia vai ser a primeira a chegar a Luanda, na terça-feira. Paulo Pereira, seleccionador tunisino, concentra o grupo de jogadoras apenas hoje depois de elas estarem envolvidas até ontem nos jogos das suas equipas para os campeonatos europeus.

O objectivo do português, que já treinou a equipa angolana, era aproveitar dar maior rodagem competitiva, uma vez que mantém o grupo com o qual conquistou o título africano. O Senegal e a República Democrática do Congo chegam na quarta-feira. 

Aremou Mansorou Presidente da Cahb, o secretário-geral da Cahb e outros oficiais também chegam na quarta-feira.


Pré-olímpico
Maria Pedro joga
sem máscara


A guarda-redes da Selecção Nacional, Maria Pedro, que actuou no torneio internacional “Angola 40 anos” usando uma máscara protectora não a pode  usar durante o torneio pré-olímpico, garantiu Ilídio Cândido, vice-presidente da Federação Angolana de Andebol (Faand).

Segundo o responsável, a máscara que a atleta utilizou não é permitida em jogos oficiais de acordo com os regulamentos da IHF. “Tinha de ser produzida noutro material”, disse.

A jogadora foi recentemente submetida a uma intervenção cirúrgica à zona do nariz e deve evitar choques violentos nesta área, por isso tem utilizado uma máscara protectora. Além da máscara, Maria Pedro usa também uma palmilha especial que permite protecção contra contusões no tornozelo.