Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Prmios do nacional de xadrez esto envoltos em polmica

Joo Francisco, On-line - 16 de Setembro, 2013

Agnelo Amorim um dos jogadores que podem aderir ao processo de reivindicao dos prmios do campeonato nacional absoluto

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os prémios monetários que a Federação Angolana de Xadrez (FAX) quer atribuir aos três primeiros classificados do Campeonato Nacional Absoluto, a decorrer a partir de amanhã até ao próximo dia 25, no Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL), está a gerar uma onda de contestação no seio dos principais candidatos ao título.A situação, que pode levar os melhores tabuleiros a “boicotar” a prova maior do “Jogo- Ciência” nacional, já é do conhecimento da FAX. Caso aconteça, pode abrir um precedente nada satisfatório nas relações entre o órgão reitor da modalidade e os participantes.Os atletas podem ser penalizados nas futuras selecções nacionais.

A FAX, à semelhança das outras Federações Nacionais Desportivas que atribuíam apenas troféus nos Campeonatos Nacionais, começou a distribuir prémios monetários para estimular e dar maior competitividade às provas, sem que a mudança constasse nos Estatutos ou regulamentos.A falha permite aos gestores gerir a “bel-prazer” as competições com todos os inconvenientes e criam embaraços. Portanto, a redução ou aumento dos “cachets” financeiros – que deviam estar definidos em regulamentos – passaram a depender exclusivamente das instituições reitoras do desporto. A situação concreta resulta das dificuldades de tesouraria que a FAX atravessa. Existem alguns salários em atraso dos seus funcionários.

POSSIBILIDADE
DE PENALIZAÇÃO


Em resposta a um eventual “boicote” dos melhores xadrezistas no Campeonato Nacional absoluto – concretamente os Mestres Internacionais e Mestres da FIDE com acesso directo à prova – a FAX aventou a penalização. A falta no Campeonato Nacional Absoluto deste ano pode implicar a não convocação para as futuras selecções nacionais, disse ao Jornal dos Desportos uma fonte próxima da organização.

CRONOLOGIA
DOS PRÉMIOS


A atribuição de prémios monetários nos Campeonatos Nacionais Absolutos de Xadrez remonta ao mandato do anterior presidente de direcção da FAX, Fernando Coelho. Inicialmente, começaram a atribuir valores que variaram entre os 50 e 30 mil kwanzas aos três primeiros classificados. Quando Aguinaldo Jaime, que cumpre o seu terceiro mandato, assumiu a direcção da FAX, os prémios foram dobrados para o primeiro classificado, 100 mil kwanzas, o segundo subiu para 50 mil kwanzas e o terceiro mantém os 30 mil kwanzas.No segundo mandato, os prémios para os três primeiros classificados atingiram a maior fasquia: o primeiro classificado embolsou 300 mil kwanzas, o segundo 200 mil e o terceiro 100 mil kwanzas.

CANDIDATOS
Nacional Absoluto
tem quadro completo


Com a indicação de Cláudio Félix, do Polivalente Aldanuel do Palanca para representar a Associação Provincial de Xadrez de Luanda (APXL), na fase final do Campeonato Nacional absoluto, o quadro ficou completo. Os organizadores mostram-se reservados em relação aos restantes candidatos com acesso directo que apenas hoje na cerimónia inaugural da prova obtêm as respectivas reconfirmações. Paira a hipótese de muitos dos principais favoritos aderirem ao “boicote”.

A fase final do Campeonato Nacional Absoluto é disputada por 33 atletas, numa lista encabeçada pelo Mestre Internacional Adérito Pedro (2.323), atleta do 1º de Agosto; o Candidato a Mestre(CM) João Simões (2.235), da EPAL; CM Sérgio Miguel (2.215), 1º de Agosto; CM Tito Agostinho (2.207), 1º de Agosto; MI Amorim Agnelo (2.197), 1º de Agosto; Mestre Fide Ediberto Domingos (2.195), 1º de Agosto; MI Armindo de Sousa (2.193), EPAL; MI Erikson Soares (2.177), 1º de Agosto, e CM Sílvio Famoroso (2.017), do Progresso Associação do Sambizanga.