Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Presidente da IAAF defende Jamaica e Qunia de acusaes

23 de Novembro, 2013

"Eu leio os jornais sobre a Jamaica, o Quénia e a WADA a fazer declarações. A Jamaica agora tem a responsabilidade de realizar os seus próprios testes antidoping", afirmou o presidente da entidade que gere o atletismo, claramente irritado.

"Depois da Jamaica vem o Quénia. O Quénia! Tudo porque um médico disse que eles se dopam. São os países mais testados no mundo. Tudo isso é ridículo", continuou Diack em alusão à reportagem de um canal de televisão alemão em  2012 que se referia ao uso de substâncias proibidas entre os corredores de longa distância.

Pouco antes do Mundial de Moscovo, disputado em Agosto, seis jamaicanos, incluindo os astros Asafa Powell e Veronica Campbell-Brown, foram suspensos por doping. Em apenas um ano, 17 competidores quenianos tiveram testes positivos."Eles detectaram e suspenderam alguns atletas, o que é positivo, uma boa medida. Estamos a fazer o nosso melhor no atletismo. Raramente se ouve falar de suspensões de quatro anos no futebol, mas eles também têm problemas de doping", declarou Diack.