Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Presidente do COI visita local da pira olímpica

30 de Julho, 2016

Thomas Bach Presidente do Comité Olímpico Internacional no uso da palavra

Fotografia: AFP

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, visitou o trecho da Orla Conde onde ficará a pira olímpica dos Jogos Rio 2016, cerimónia que contou com as presenças do director executivo do COI, Christophe Dubi e dos presidentes do Comité Organizador Rio 2016 e do Comité Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman e da Empresa Olímpica Municipal, Joaquim Monteiro.

Símbolo maior do evento, a pira ficará pela primeira vez na edição de verão dos Jogos fora do Estádio Olímpico, nomeadamente na Esplanada da Candelária, entre a famosa igreja que leva o mesmo nome e a Baía de Guanabara, cuja área integra o projecto de revitalização da Região Portuária, o Porto Maravilha, com 32.463 metros quadrados e 480 metros de extensão. –"É muito bom visitar o lugar que será o coração dos Jogos. Teremos Jogos excelentes aqui no Rio.  Parabenizo os cariocas pelo que conseguiram nos últimos sete anos. Usaram os Jogos para essa grande transformação. Aqui será o lugar para celebrar o espírito olímpico. Obrigado a todos os cariocas e brasileiros porque sabemos que não foi fácil, mas posso dizer que admiramos muito o resultado. Ainda não posso dizer como será a pira, mas garanto que será muito bonita e vai surpreender a todos", disse o presidente do COI.

Com 3,5 km e 287 mil metros quadrados, o "live site" terá três telas gigantes para que o público acompanhe as competições ao vivo e uma programação diversificada de shows diários que tem tudo para ser um sucesso junto aos adeptos. Nas proximidades do local onde ficará a pira, há atracções que prometem fazer a alegria dos seus frequentadores. No local ficara instalado o Balão Panorâmico Skol, que vai subir a 150 metros de altura para encantar ainda mais os visitantes com um ângulo diferente da cidade; um "bungee jump" da Nissan, para quem se atrever a desafiar a altura; uma maqueta do Rio de Janeiro feita de blocos de montar; e uma loja com produtos licenciados dos Jogos Rio 2016.


JANELA OLÍMPICA

ATLETISMO
Isinbayeva está fora
dos Jogos Olímpicos


Depois de muitas reclamações e apelos, Yelena Isinbayeva parece finalmente ter desistido de ir ao Rio de Janeiro, para disputar os Jogos Olímpicos. Na sua conta das redes sociais, o principal nome do atletismo russo afirmou não haver hipóteses de participar na Olimpíada.

“Recebi uma resposta negativa por parte do secretário da IAAF. O milagre não aconteceu”, escreveu a bicampeã olímpica do salto à vara, em Atenas-2004 e Pequim-2008. Ela também conta com uma medalha de bronze, conquistado em Londres, quatro anos atrás.

O atletismo da Rússia foi proibido de participar no Rio-2016, por causa de um esquema sistemático de doping no país. Nas demais modalidades a nação não foi banida, mas depende da permissão das federações de cada desporto, para competir.

Desde o início que Isinbayeva foi uma das vozes mais incisivas nas críticas à punição para a Rússia. Ela recusou-se a disputar os Jogos, sob a bandeira do COI (Comité Olímpico Internacional), e ameaçou recorrer ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos, contra a decisão da Federação Internacional de Atletismo.


IMPRENSA
Jornalistaselogiam
Rio Media Center


Os jornalistas acreditados para a cobertura dos Jogos Rio de Janeiro 2016 estão satisfeitos com as condições de trabalho do Rio Media Center, a base operacional dos profissionais da comunicação social credenciados ou não para as competições desportivas dos Jogos Rio 2016.

Localizado na Cidade Nova, o mesmo comporta 130 estações de trabalho disponíveis para a produção de conteúdo por parte de jornalistas, bem como de dois estúdios de TV e seis para emissoras de rádio, que receberam avaliações positivas dos profissionais.

Jornalistas de países que já sediaram as Olimpíadas também gostaram do que viram no RMC. A localização em uma área central da cidade foi outro ponto destacado pelos jornalistas no dia da inauguração. O RMC possui um espaço ao ar livre onde foi montada uma área de convivência para os jornalistas. A expectativa é de que o RMC receba, em média, cerca de 300 jornalistas por dia até o fim dos Jogos Rio 2016.