Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Presidente quer expansão da disciplina

Jo?o Constantino - 10 de Dezembro, 2016

Norberto Quintas afirmou que para a massificação da disciplina, é necessário que os clubes abracem o voleibol da mesma forma que mantêm outras modalidades

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente da Associação provincial de voleibol do Bié quer mais clube a praticar a modalidade na província. Norberto Quintas afirmou que para a massificação da disciplina,  é necessário que os clubes abracem o voleibol da mesma forma que mantêm outras modalidades, como o basquetebol e o andebol.

O presidente associativo lamentou a falta de interesse de alguns clubes em incluir o voleibol no leque das  modalidades desportivas, pois ao lado de outras, o voleibol é menos dispendioso, defendeu.

 “O voleibol é uma modalidade praticada em quadras simples, e com menos custos. Basta colocar  dois postes e termos uma rede, é suficiente para praticar a actividade desportiva. O que falta é interesse de alguns clubes de acolher a modalidade”, disse

 Norberto Quitas disse que alguns contactos estão a ser efectuados com alguns clubes da província para se ultrapassar a situação, já que existe apenas um clube federado com a prática corrente da modalidade.  

 “Até ao momento, o Sporting do Bié é o único clube que movimenta o voleibol. Temos alguns núcleos  a dinamizar a modalidade , e algumas escolas que mantém o voleibol como disciplina curricular, como a Escola Superior Pedagógica. Estamos a procurar resposta positivas destes clubes, a nível da província, para fazermos do voleibol uma modalidade mais visível”, afirmou.

 O dirigente lamentou igualmente a falta de treinadores e monitores para a modalidade. A falta de árbitros é outra dificuldade que o voleibol vive na província do Bié.

“Essas dificuldades poderão ser ultrapassadas com a realização de algumas acções de formação, segundo promessas do actual presidente da Federação,  quando esteve em trabalho de campanha aqui na província”, disse e lamentou  o número de praticantes na província, que não passa de uma centena.

 “Estamos optimistas que poderemos superar as dificuldades de pessoal técnico do voleibol com acções  de formação. Alías, o presidente Valentin Domingos quando esteve aqui em campanha, fez algumas promessas e deixou algumas orientações no sentido de minimizar a falta de treinadores  e de árbitros,  com realização de cursos de monitores e treinadores a partir do próximo ano”, garantiu.