Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Procuradoria contradiz Justiça do Rio

10 de Abril, 2016

Procuradoria Geral do Brasil contra a actuação da Justiça Federal do Rio de Janeiro quanto aos dirigentes envolvidos nos escândalos de corrupção da FIFA

Fotografia: APF

De acordo com uma reportagem do jornal Estado de S. Paulo, divulgada ontem, a Procuradoria Geral da República sugeriu a anulação da medida defendida pela Justiça Federal do Rio de Janeiro – que barrou qualquer troca de informação com a justiça norte-americana – para seguir com a contribuição com as acções que investigam casos de corrupção no futebol.
Desde Maio de 2015, quando José Maria Marin – então ex-presidente da CBF – foi preso na companhia de outros seis dirigentes do futebol mundial, em Zurique, o Brasil não sinalizou colaboração alguma com as investigações comandadas pelo departamento de Justiça dos Estados Unidos.
Contudo, em parecer divulgado pelo sub-procurador-geral Moacir Mendes, há uma recomendação para que os esforços colaborativos do Brasil sejam retomados no intuito de desvendar o envolvimento de nomes da alta cúpula do futebol brasileiro, como Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira, nos esquemas de lavagem de dinheiro.
Para contextualizar o impasse, vale a explicação. Em outubro de 2015, a 9ª Vara Criminal do Rio de Janeiro expediu ordem para que os documentos colectados fossem devolvidos aos donos e as quebras de sigilo telefónico e bancário, reestabelecidas. Os documentos permaneceram lacrados, sob custódia do Supremo Tribunal de Justiça, até a última semana.
“É de rigor a declaração de regularidade do procedimento adoptado pelo juízo da 9ª Vara Federal do Rio em atendimento aos requerimentos formulados pelo Ministério Público Federal, em especial as medidas de busca e apreensão, quebra de sigilo bancário e sequestro de valores em contas correntes […]”, diz o documento.
A decisão da Procuradoria Geral da República vai de encontro ao tratado bilateral de cooperação com o governo norte-americano, segundo o qual a troca de informações entre os países é prerrogativa substancial do pacto.

 

VITÓRIA DE 3-1
Bayern em grande
antes da ida à Luz

O Bayern Munique venceu ontem no reduto do Estugarda por 3-1 e alargou provisoriamente a distância pontual para o Borussia Dortmund, que só joga hoje.
A turma de Pep Guardiola, que visita o Estádio da Luz na quarta-feira mas que nem por isso apresentou grandes mudanças no onze, adiantou-se no marcador aos 31 minutos, com um autogolo de Niedermeier. No segundo tempo, Alaba ampliou a vantagem dos bávaros aos 52', pouco antes de Didavi reduzir aos 63' para a equipa da casa. Por fim, Douglas Costa fez o terceiro dos bávaros (89').
Entretanto, O holandês Arjen Robben não deverá estar apto a tempo de defrontar o Benfica na quarta-feira, em jogo da segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, adiantou o técnico da equipa alemã Pep Guardiola.