Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Prolex apresenta amanh carreira de Rui Andrade

Helder Jeremias - 07 de Novembro, 2019

Rui Andrade participou dos testes de Inverno na Blgica

Fotografia: DR

A carreira internacional do piloto angolano Rui Andrade vai ser apresentada amanhã, a partir das 17h30, no Hotel Epic Sana em Luanda. A direcção da equipa inglesa Prolex vai esclarecer, na cerimónia de lançamento oficial, os meandros da participação no Campeonato de Fórmula 3 da Nova Zelândia. A estreia está marcada para Janeiro de 2020.
Forjado nas categorias da classe de karting, Rui Andrade conquistou vários troféus nas competições nacionais. As boas exibições e performances competitivas permitiram-no estrear no Campeonato Europeu da Fórmula 3, depois de curta passagem na Fórmula 4.
Considerado o piloto angolano mais promissor da actualidade, Rui Andrade representa a continuidade da luta para que, em médio prazo, o país possa contar com um piloto no maior escalão do automobilismo mundial, a Fórmula 1, depois das tentativas goradas de Luís Sá Silva, Ricardo Teixeira e Duarte Ferreira. Os três pilotos tiveram a falta de apoios sólidos para darem sequência às carreiras.
Rui Andrade é dotado de grande nível técnico, motivo pelo qual atraiu a equipa inglesa. A Prolex está apostada em forjar um jovem que "reúne os requisitos necessários" para fazer uma carreira frutífera. Entre as exigências, destaca-se a manutenção do foco no trabalho que, doravante, vai levar a cabo acompanhado de técnicos da Prolex.
O piloto está de regresso ao país nas próximas horas, vindo da Bélgica. No país da sede da União Europeia, Rui Andrade participou dos testes de Inverno. Os resultados da presença vão ser apresentados na exposição a ser feita pela Prolex na conferência de imprensa. Augura-se por uma margem de progressão da mais nova promessa do automobilismo nacional.
Durante a passagem no Campeonato Europeu, Rui Andrade esteve sempre no top 10 num universo de 23 a 25 pilotos e uma triunfal passagem pelo Campeonato do Dubai, em que logrou várias presenças no pódio daquela competição do Médio Oriente. Os factos representam indicadores positivos nos primeiros anos de ascensão.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, a progenitora do piloto, Vanda Andrade, disse que a equipa deu o voto de confiança ao jovem pela forma como está a saber lidar com níveis competitivos exigentes. Em nome da família, garantiu "prestar toda a colaboração" para que Angola concretize o desejo de ser representada ma Fórmula 1.
"Estamos muito entusiasmados pelo trabalho que o Rui faz desde a tenra idade. Sempre notamos a vocação para lidar com as corridas. Temos a certeza de que a nova etapa da carreira vai ser um êxito, porque vai permitir levar a nossa bandeira aos circuitos internacionais para a dignificação de Angola", vaticinou.